Economia

‘Conversarei com Levy’, diz Bolsonaro sobre dívidas de Cuba e Venezuela com BNDES


O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender transparência nos negócios feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com Cuba e Venezuela durante os governos do PT. O presidente disse que vai conversar com o presidente do BNDES, Joaquim Levy, sobre o assunto.

Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que Venezuela, Cuba e Moçambique acumulam R$ 2,3 bilhões em dívidas atrasadas com o BNDES, segundo câmbio de quarta-feira, dia 3. Se esses países não honrarem o pagamento, o governo brasileiro terá de cobrir o calote.

O risco de não pagamento apenas de Venezuela e Cuba levou o banco a registrar perdas de R$ 4,4 bilhões no balanço financeiro de 2018, divulgado na semana passada. A cifra equivale a tudo que o BNDES ainda tem a receber dos dois países.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS