Mundo

Contrabandista que levou ‘Round 6’ para Coreia do Norte é condenado à morte, diz site

Contrabandista que levou ‘Round 6’ para Coreia do Norte é condenado à morte, diz site

A Coreia do Norte condenou à morte um homem que vendeu pendrives com a série sul-coreana “Round 6” para estudantes do ensino médio, afirma a RFA. O caso é tratado no país como contrabando.


De acordo com fontes ouvidas pela Radio Free Asia (RFA), o homem será executado pelo pelotão de fuzilamento por ter comercializado cópias da série da Netflix, ‘Round 6”, para cerca de sete alunos.

Considerado o país mais fechado do mundo, a Coreia do Norte proíbe a reprodução ou comercialização de produções oriundas de países capitalistas, especialmente da vizinha Coreia do Sul.

Além da pena de morte ao homem que comercializava a série, a RFA informou que um dos alunos que comprou o pendrive foi condenado à prisão perpétua. Outros seis estudantes, que assistiram a série, serão submetidos a trabalhos forçados por até cinco anos. Acredita-se que os censores do governo de Kim Jong-Un rastrearam os estudantes após uma denúncia anônima.

“O governo está levando muito a sério esse incidente, dizendo que a educação dos alunos estava sendo negligenciada. O Comitê Central demitiu o diretor da escola, a secretária da juventude e uma professora”, disse uma fonte à RFA.