Mundo

Conte entrega pedido de demissão ao presidente da Itália

ROMA, 20 AGO (ANSA) – Após discurso no Senado em meio a uma grave crise política, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, apresentou oficialmente seu pedido de demissão ao presidente Sergio Mattarella na noite desta terça-feira (20). Após renunciar ao cargo nas duas câmaras legislativas, o jurista seguiu para o Palácio do Quirinale, onde entregou sua renúncia.   

Em nota, a sede da presidência disse que tomou nota do pedido e “convidou o governo para cuidar dos negócios atuais”. Segundo o comunicado oficial, Mattarella iniciará as novas consultas a partir desta quarta-feira (21), a partir das 16h (horário local). O calendário oficial ainda será revelado. “Assumo a responsabilidade diante de meu país, dado que falta a [Matteo] Salvini essa coragem” de “assumir a responsabilidade por seu comportamento”, afirmou Conte, declarando o fim do governo “Não tem problema, se você não tiver coragem no nível político para assumir a responsabilidade pela crise não há problema, eu mesmo faço”, acrescentou o premier, antes de seguir para a sede da presidência.   

Salvini, por sua vez, voltou a defender a convocação de novas eleições e fez um apelo a Mattarella. “Eu peço votação para o presidente Mattarella. A estrada é a eleição”, reiterou. “Sempre confiei em Mattarella, ele sempre disse que há um governo sério para fazer as coisas”, acrescentou o líder da extrema-direita.   

O vice-premier da Itália ainda afirmou que percebeu uma “aversão à esquerda e parte do Movimento 5 Estrelas”. “Eu não acho que a Itália merece um governo contra. Eles fazem um governo todos juntos contra Salvini? Eu proponho um governo para cortar impostos, grandes obras, para a autonomia”. (ANSA)