Esportes

Conte cobra reforços no Chelsea, mas descarta reintegrar Diego Costa

A movimentação do Chelsea no mercado de transferências nesta pré-temporada europeia parece não ter agradado o técnico Antonio Conte. A dois dias para o início do Campeonato Inglês, o comandante do atual campeão da competição avaliou que o clube ainda precisa de reforços se quiser manter o bom momento da última edição e brigar pelo título novamente.

“Sim, é claro que precisamos de reforços. A liga não é fácil. Seis times estão muito fortes e você precisa estar preparado. Espero poder melhorar nosso elenco, o mercado de transferências não está fechado. Queremos ser competitivos e lutar pelo título de novo. O clube sabe as prioridades. É um grande desafio manter o título, mas estamos trabalhando duro”, declarou à TV Sky Sports.


Menos agressivo do que em outros anos, o Chelsea contratou até o momento o goleiro Willy Caballero, do Manchester City, o zagueiro Antonio Rüdiger, da Roma, o meio-campista Tiemoue Bakayoko, do Monaco, e o atacante Alvaro Morata, do Real Madrid. Em compensação, perdeu o volante Matic para o Manchester United e o atacante Diego Costa, afastado pelo próprio Conte.

E mesmo com a cobrança por reforços, o treinador descartou reintegrar o centroavante, que foi titular na campanha do título da temporada passada. “A forma como eu penso sobre o Diego Costa é a mesma. Acho que eu fui muito claro, não preciso ficar repetindo”, garantiu o italiano.

Sobre o substituto de Diego Costa, Conte elogiou Morata e minimizou as fracas atuações na pré-temporada do atacante que custou 80 milhões de euros aos cofres londrinos. “O Alvaro é um jogador realmente bom. Ele ainda é jovem, apesar de ter muita experiência. Ele precisa jogar regularmente, é um jogador em quem eu confio muito. Acho uma boa promessa para o Chelsea. Agora e para o futuro.”