Edição nº2551 09/11 Ver edições anteriores

Consequência prática

Nelson Almeida

Empresários que apoiam o Insper, instituição sem fins lucrativos dedicada ao ensino e à pesquisa, ameaçam abandonar projetos e o programa de bolsas de estudos caso Fernando Haddad, candidato derrotado na disputa presidencial, seja reintegrado ao quadro de professores. Licenciado da USP, o político do PT leciona nas disciplinas de administração e gestão pública e tirou licença de 90 dias por causa da campanha eleitoral. O retorno está previsto para o ano que vem.

Burocracia
Removendo o entulho

A ministra Grace Mendonça, da AGU, concluirá até a primeira quinzena de dezembro um dossiê que visa enxugar o excesso regulatório do País. São mais de cinco mil atos editados pelas agências reguladoras. A medida atende a antiga reivindicação do setor produtivo, que vê na burocracia empecilhos para o investimento estrangeiro no Brasil. O assunto foi tratado na terça-feira 6 com os presidentes das agências e um grupo de trabalho formado para atuar no problema, formado por consultores jurídicos de toda Esplanada e das autarquias e fundações públicas federais.

Sindicalismo
Bom senso

As centrais sindicais desistiram na semana passada de promover um dia de paralisação contra a reforma da previdência. Na sede do Dieese, em São Paulo, na segunda-feira 12, especialistas e dirigentes das representações dos trabalhadores vão analisar as propostas de ajustes no sistema e depois produzirão um estudo contribuindo para o debate. A soma da despesa do INSS com a Lei Orgânica da Assistência Social foi de R$ 237 bilhões em 1998. Utilizando os mesmos parâmetros de avaliação, o valor atingirá R$ 649 bilhões, este ano.

Reforma
Sem conversa

Até quarta-feira 7, o deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da reforma da previdência, não foi procurado pela equipe de Jair Bolsonaro para tratar da proposta elaborada pelo staff de Michel Temer. O tema ferve. As últimas contas apontam que o Palácio do Planalto conta com pouco mais de 270 votos na Câmara. São precisos, pelo menos, 308.

Bem viver
Baco

Uma das melhores adegas do País está à venda, de porteira fechada, em São Paulo. O dono quer R$ 10 milhões, mas só aceita pagamento em espécie. O dinheiro servirá para custear, entre outras despesas, advogados caríssimos.

FAT
Nem aí

Valter Campanato/Agência Brasil

Ficou vazia a cadeira reservada ao ministro do Trabalho, Caio de Mello, no auditório do BNDES, onde na terça-feira 6 um seminário marcou os 30 anos de criação do Fundo de Amparo ao Trabalhador. Num gesto deselegante, Sua Excelência antecipara na véspera a razão da ausência, ao participar da 150ª Reunião do Codefat: “não vou ficar mais um dia no Rio de Janeiro para ouvir o José Serra”. O tucano foi o autor de proposta constitucional que garantiu os recursos do PIS/Pasep para financiar o seguro-desemprego e foi ativo na criação do FAT. Serra acabou não aparecendo.

Congresso
Luta aberta

 

Adriano Machado

É ferrenha a luta para presidir o Senado, em 2019. Com apenas 859.601 votos na disputa pelo Palácio do Planalto, Álvaro Dias anda sonhando com o cargo, como uma espécie de prêmio de consolação. Dirigente do Podemos tem procurado senadores, com mandato e eleitos, buscando apoio para Dias. Um dos partidos mais assediados foi o PSL. Já Renan Calheiros conta com José Sarney para convencer o novo governo a endossar a sua candidatura. O ex-presidente da República tem bons contatos no meio militar.

Polícia Rodoviária
Carga pesada

O volume de cocaína apreendida pela Polícia Rodoviária Federal dobrou nos nove primeiros meses de 2018. Foram 14,2t contra 7,1t no mesmo período de 2017. A maior parte do carregamento estava sendo transportada por rodovias federais do Paraná. Em seguida, vieram Mato Grosso do Sul e Mato Grosso – todos estados de fronteira.

STM
Com aval externo

Os contracheques da ordem de três dígitos que 23 magistrados e 16 pensionistas do STM receberam em setembro, noticiado aqui na última edição, deve-se a “períodos de licença especial adquiridos e que são referentes ao histórico de cada militar”. A instituição acrescenta que o CNJ deu aval aos significativos créditos.

Aço
Fios de aço & fios de cabelo

O setor do aço se reuniu no Rio de Janeiro com o general Augusto Heleno, que assumirá o Gabinete de Segurança Institucional. No jantar, executivos do setor mostraram apreensão. A capacidade instalada (51,5 milhões de toneladas/ano) está ociosa – 34,4 milhões. Diante das restrições dos EUA ao aço chinês teme-se que o país asiático invada nosso mercado. O tema pesado não impediu leveza na hora da despedida. O general garantiu que o tom de seu cabelo é original, “não pintado como o do presidente do meu partido, Levy Fidelix (PRTB)”.

Tecnologia
Novos tempos

Recursos de inteligência artificial aplicados à empregabilidade ajudaram a injetar cerca de R$ 155 milhões na nossa economia, nos nove primeiros meses do ano. De acordo com levantamento da fintech brasileira Levee, 50% desse valor diz respeito à geração de dinheiro por pessoas desempregadas que conseguiram ser reinseridas no mercado formal de trabalho. O estudo leva em consideração a renda gerada por trabalhadores de funções operacionais. O uso de inteligência artificial e de aprendizado de máquinas (machine learning) cresce no País.

Agricultura
Inteligência artificial

Alfribeiro

A cadeia brasileira do café deve incorporar nos próximos anos um sistema inteligente e inédito para agilizar e melhorar o processo de certificação da bebida. A tecnologia emprega técnicas de computação para analisar e classificar, automaticamente e, em minutos, a qualidade global do café. Hoje, o teste mais considerado é a análise sensorial por provadores humanos, que degustam a bebida. Batizada de CoffeeClass, a nova tecnologia foi desenvolvida por pesquisadores da Embrapa. O café gera uma receita de cerca de US$ 5 bilhões anuais para o País.

Lubrificantes
Segue no cockpit

Divulgação

Em que pese um modesto sexto lugar na temporada deste ano da F1, a Petrobras continuará com o patrocínio à equipe McLaren no ano que vem. A alegação É que o patrocínio possibilita o desenvolvimento tecnológico de produtos.


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.