ISTOÉ Gente

Conheça a primeira mulher indígena transsexual da aldeia Bororó

Crédito: Reprodução/ Instagram

Katryna MalBem, de 19 anos, se afirmou transsexual há 5 anos na Reserva Indígena de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Em entrevista ao Delas, a indígena conta que foi um choque muito grande, já que grande parte das pessoas da aldeia Bororó, onde ela mora, não sabiam o que era isso.

+ Daniela Mercury faz live no Dia do Orgulho LGBTQ+

+ Dono da Havan é respondido por Jornal Nacional após pedir esclarecimentos

A mulher, que é da etnia Guarani, conta que os olhares se voltaram todos para ela, mesmo havendo homossexuais na aldeia. “Cheguei em casa montada da noite pro dia”, afirma. “Eu já não me sentia bem vestido de homem e comecei a usar hormônios”, isso aconteceu quando ela tinha apenas 14 anos.

Felizmente, a família foi bem receptiva. Segundo Katryna, sua mãe desconfiava, e só conversou com os irmãos da jovem para que eles a respeitassem. Dentre os planos da indígena, estão prestar o Enem e se formar em enfermagem.

 

Veja também
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago