ISTOÉ Gente

Conheça a brasileira que se tornou referência em maquiagem negra

Crédito: Reprodução/Instagram

Você já ouviu o nome Daniele da Mata? Essa é a CEO da empresa DaMata Makeup (@damatamakeup), que é especializada em beleza negra. Ela era garçonete aos 21 anos em 2012 e, agora, é uma das brasileiras referência em maquiagem para pele negra no Brasil.

Ator Dwayne Johnson diz que pode concorrer à Presidência dos EUA se tiver apoio popular

‘Amigo’, rebate escritor apontado como affair de Carla Diaz

O primeiro emprego de Daniele foi em uma empresa grande de maquiagem, mas nem de longe ela se sentiu representada naqueles produtos. “Ali eu percebi que a gente só fazia makes para peles brancas e senti que precisava fazer alguma coisa, mas era muito além daquilo. Eu queria poder falar com outras mulheres sobre estética negra, sobre autoestima, sobre a valorização dos nossos traços. A maquiagem é apenas o veículo. Isso me motivou no início e é o que me motiva até hoje”, começou ela, em entrevista à Vogue.

Com um faturamento de apenas R$ 800 por mês, ela decidiu investir em um curso para aprender o básico da maquiagem e começar ali sua jornada para mudar o mundo da beleza. “Fiz um curso básico para aprender técnicas, porque até aquele momento eu só entendia sobre os produtos, mas não sabia usar. Para poder me manter, comecei a maquiar algumas pessoas e montar a minha rede de clientes. Nas aulas, sempre falávamos de coisas que iam muito além de beleza, era uma conexão profunda com nossas questões internas, falavam até que parecia terapia. Aí comecei a me profissionalizar.”


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Durante esse período a vida foi bastante corrida para Daniele. “Trabalhava como garçonete em um restaurante que ficava na rua de trás, quando acabava o meu expediente, à noite, eu saía pra dar aula, que era o que eu realmente queria fazer. Não queria acordar cedo todos os dias e fazer outra coisa, mas foi assim que consegui. Não é só acreditar no seu sonho e achar que tudo vai dar certo, tem que se esforçar muito”, contou. “Eu não tinha dinheiro pra nada, nem sei como eu sobrevivi nessa época. Não rolou um estouro, sabe? A DaMata foi uma construção gradativa, vendendo muito curso, dando muita consultoria, maquiando muita gente. É uma crescente, literalmente. Agradeço muito ao time que está comigo”, completa.

Depois de muito batalhar, veio a recompensa: em 2020, o faturamento da DaMata Makeup cresceu 58,20%. “Essa transição não acabou, ainda está acontecendo. Tenho uma relação muito próxima com o meu público e posso ser bem-sucedida em vários modelos de negócio porque sou acolhida. Tem sido importante expandir, consegui ampliar a minha rede e atingir outros lugares”, explica Dani.

“Se você nasce mulher preta e vem de uma família periférica, você não sonha esse tipo de coisa, é algo muito impensável. Agora não é mais. Quero despertar algo bom nas pessoas, ser agente de mudança. É nisso que acredito, é o que quero com a minha marca”, finalizou ela, que se inspira na Fenty Beauty, idealizada e assinada por Rihanna.

Instagram will load in the frontend.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS