Geral

Confusão que resultou na morte de palmeirense teria sido causada por roubo de celular

Crédito: Reprodução

Na tarde de sábado (12), uma confusão nas imediações do Allianz Parque, em São Paulo, resultou na morte de um torcedor do Palmeiras que havia sido baleado. O acidente aconteceu após a derrota do time para o Chelsea, em Abu Dhabi, na final do Mundial de Clubes. De acordo com a polícia, o roubo de um celular teria sido a causa da confusão. As informações são do portal R7.

Além do homem baleado, outros dois torcedores foram esfaqueados.


O diretor da torcida organizada Mancha Alviverde, Isidoro Lopreto, compareceu ao 19° Distrito Policial (DP) na Barra Funda para prestar depoimento.

De acordo com ele, “as informações que chegaram são que, com relação à morte, houve um envolvimento de roubos de celulares. De gangues. Isso é frequente nesses eventos lá no Allianz Parque”.

Ele ressaltou que foi dada uma ordem para que os integrantes da torcida não se envolvessem em confrontos com a polícia. Porém isso não foi acatado.

“Com relação ao confronto com o Choque, isso foi um efeito cascata de uma situação que acabou envolvendo algumas lideranças da nossa torcida, que não acataram as nossas determinações e quiseram ir para o confronto. Isso será resolvido internamente.”

Torcedores feridos

Após a partida, pequenos grupos se enfrentaram nos arredores do Allianz Parque.

Durante a confusão, o líder da torcida Mancha Verde, Dante Luiz, de 35 anos, foi atingido com um tiro no tórax. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu e morreu.

De acordo com informações do UOL, quem disparou contra o torcedor foi identificado e detido pela Polícia Militar.

Durante a briga, dois homens foram esfaqueados e levados ao Pronto-Socorro da Santa Casa de São Paulo. Os seus estados de saúde não foram divulgados.