Esportes

Confusão generalizada no estadual do MS tem disparo de arma e detenção de jogador

Apesar do disparo, o jogador próximo ao disparo não ficou ferido e fará um Boletim de Ocorrência. Briga foi iniciada pelos elencos e comissões de Aquidauanense e Águia Negra

Confusão generalizada no estadual do MS tem disparo de arma e detenção de jogador

Pelo Campeonato Sul-Mato-Grossense, uma briga generalizada entre as equipes do Aquidauanense e Águia Negra terminou com um disparo de bala de borracha por parte de um policial envolvido. A partida chegou a ser encerrada pelo árbitro, que voltou atrás após acalmado os ânimos.
​+ Confira a classificação do Campeonato Sul-Mato-Grossense

De acordo com o presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, a confusão foi iniciada após uma substituição do Aquidauanense. Na saída, o jogador Pedro e o técnico Rodrigo Casca começaram uma discussão que ganhou proporções após os elencos e comissões técnicas entrarem no bate-boca.

A Polícia Militar entrou em campo para controlar a situação, mas não conseguiu. Pela transmissão via internet, além da aglomeração de jogadores, um policial aparece armado e efetuando um disparo de bala de borracha que quase acertou um atleta, que caiu no chão em seguida.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



– No meio dessa confusão generalizada, um dos nossos jogadores estava no meio, e o policial atirou. O tiro de borracha passou do lado dele [Rafael Xavier], ele ‘sentiu o ventinho’, ficou com medo, achou que era tiro de verdade e se atirou no chão. Os jogadores se desesperaram, só depois descobrimos que era tiro de borracha – afirmou o dirigente ao UOL.

– Depois dessa confusão toda, um jogador [Virgulino] discutiu com um policial. O policial saiu correndo atrás dele pelo campo, armado. Estamos todos na delegacia – concluiu.

Após a ação, a Polícia Militar deteve o zagueiro Virgulino, do Águia, por um suposto desacato, negado pelo atleta ao presidente.

– Depois que eles disseram que ia prender todo mundo, o Virgulino disse que teriam que prender vagabundo, não eles. E o policial diz que foi chamado de vagabundo – disse Iliê Vidal.

Apesar da confusão, a partida foi encerrada. O Aquidauanense venceu o Águia Negra por 3 a 1.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS