Mundo

Confrontos durante protesto deixam 400 feridos no Líbano

BEIRUTE, 19 JAN (ANSA) – Cerca de 400 pessoas ficaram feridas no Líbano, neste sábado (18), durante confrontos entre manifestantes e policiais em um protesto contra o governo, segundo dados divulgado pela Cruz Vermelha libanesa e pela Defesa Civil hoje (19). A manifestação realizada próximo ao Parlamento, na capital Beirute, foi a mais violenta desde o início das mobilizações em meio a uma severa crise econômica no país. Diversos manifestantes atacaram objetos contra as autoridades, que tentavam impedir a entrada de um grupo no Parlamento. A polícia reagiu com gás lacrimogêneo, balas de borracha e canhões de água. Ao todo, 377 pessoas foram atendidas no local, ou hospitalizadas, após o conflito, de acordo com o balanço. Diante da confusão, o presidente do Líbano, Michel Aoun, e o primeiro-ministro Saad Hariri ordenaram a intervenção do exército do país e de comandantes de segurança para “reestabelecer a calma” no centro da capital. (ANSA)

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Veja também

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é picado no pênis por cobra píton enquanto estava no banheiro

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea