Esportes

Confira os principais jogos disputados nos 80 anos do Pacaembu

OS PRINCIPAIS JOGOS DO PACAEMBU

28/04/1940 – Palestra Itália 6 x 2 Coritiba e Corinthians 4 x 2 Atlético-MG

Um dia após ser inaugurado com evento que contou com a presença até do então presidente Getúlio Vargas, o Pacaembu recebeu, em rodada dupla, os seus primeiros jogos com vitória dos rivais paulistas, pela Taça Cidade do São Paulo. Mas o primeiro gol foi marcado por Zequinha, do Coritiba.

24/05/1942 – Corinthians 3 x 3 São Paulo

Até então um coadjuvante no futebol paulista, o São Paulo deu passo decisivo para se juntar aos gigantes do Estado com a contratação de Leônidas da Silva. O craque passou em branco na sua estreia, mas sua presença atraiu 71.281 torcedores, o maior público da história do Pacaembu.

20/09/1942 – Palmeiras 3 x 1 São Paulo

Forçado a mudar de nome após a entrada brasileira na Segunda Guerra Mundial, o até então Palestra Itália conquistou o título paulista dias depois de passar a se chamar Palmeiras ao derrotar o rival em um jogo que não chegou ao fim porque os são-paulinos abandonaram o campo, em protesto contra a arbitragem.

28/06/1950 – Brasil 2 x 2 Suíça

A seleção brasileira atuou uma vez no Pacaembu na Copa de 1950 e decepcionou. Para agradar o público paulista, o técnico Flávio Costa acionou vários jogadores de times de São Paulo, mas a equipe não foi além do empate, com seus gols sendo marcados por Alfredo e Baltazar.

06/02/1955 – Palmeiras 1 x 1 Corinthians

Em um Paulistão disputado por pontos corridos, o empate foi suficiente para o Corinthians conquistar um título especial, por marcar a celebração do quarto centenário da cidade de São Paulo. O gol da equipe foi marcado por Luizinho, um dos maiores ídolos da história do clube.

06/03/1958 – Palmeiras 6 x 7 Santos

O placar com 13 gols resume o que foi um dos maiores jogos da história do futebol. Após abrir 5 a 2, o Santos de Pelé permitiu a reação do Palmeiras de Mazzola, que conseguiu a virada para 6 a 5. Mas dois gols de Pepe definiram o triunfo da equipe da Vila Belmiro.

07/12/1966 – Santos 2 x 3 Cruzeiro

Após ir ao intervalo perdendo por 2 a 0, resultado que forçaria a realização de um terceiro jogo para definir o campeão da Taça Brasil de 1966, o Cruzeiro conseguiu incrível virada sobre o Santos de Pelé para derrotá-lo por 3 a 2, com gols de Tostão, Dirceu Lopes e Natal, consagrando um time que ainda contava com Raul e Piazza.

06/03/1968 – Corinthians 2 x 0 Santos

Após 11 anos e 22 jogos, o Corinthians enfim voltou a vencer o Santos pelo Campeonato Paulista. Com gols de Paulo Borges e Flávio no segundo tempo, o time encerrou o jejum diante da equipe de Pelé e celebrou o triunfo como a conquista de uma taça.

18/12/1994 – Corinthians 1 x 1 Palmeiras

Em vantagem na decisão após vencer o jogo de ida por 3 a 1, o Palmeiras conquistou o bicampeonato brasileiro consecutivo na decisão contra o rival com o gol do título sendo marcado por Rivaldo no fim do segundo tempo.

20/08/1995 – Palmeiras 0 x 0 São Paulo (1 x 0 na prorrogação)

O Palmeiras conquistou o título da Supercopa São Paulo de Futebol Júnior, mas o jogo ficou marcado pela batalha campal entre as torcidas dos dois clubes. Os conflitos deixaram mais de cem feridos e provocaram uma morte.

06/11/2005 – Corinthians 7 x 1 Santos

Na campanha da conquista do título brasileiro, a mais impressionante vitória e atuação veio diante do rival Santos, em uma tarde brilhante de Tevez, autor de três gols.

17/12/1995 – Santos 1 x 1 Botafogo

Em uma partida com erros de arbitragem de Marcio Rezende de Freitas, o Botafogo sustentou a vantagem obtida no jogo de ida e conquistou o título do Brasileirão graças ao gol marcado por Túlio no primeiro tempo da partida.

31/07/2002 – São Caetano 1 x 2 Olímpia (2 x 4 nos pênaltis)

Sensação e surpresa do futebol brasileiro no início dos anos 2000, o São Caetano uniu torcedores de diferentes clubes paulistas no Pacaembu na decisão da Libertadores de 2002 e esteve próximo da conquista ao abrir o placar com Ailton, que já havia feito o gol da vitória no Paraguai. Mas o time levou a virada e foi batido nos pênaltis pelo Olimpia, campeão continental pela terceira vez.

22/06/2011 – Santos 2 x 1 Peñarol

A consagração definitiva da geração de Neymar veio com a conquista do título da Libertadores diante da equipe uruguaia. Após empate em Montevidéu, o tricampeonato continental foi assegurado com os gols marcados por Danilo e o próprio Neymar, em uma equipe dirigida por Muricy Ramalho, celebrado por Pelé na festa do título.

04/12/2011 – Corinthians 0 x 0 Palmeiras

Um dia de alegria, tristeza e homenagem para o torcedor corintiano. O empate sem gols foi suficiente para o time faturar o título do Brasileirão, mas o momento mais marcante se deu antes do apito inicial, no minuto de silêncio pela morte do ídolo Sócrates, com os jogadores de braços erguidos para homenagear o Doutor.

04/07/2012 – Corinthians 2 x 0 Boca Juniors

O dia e jogo da libertação corintiana. Após seguidas decepções, o clube conquistou taça da Libertadores, tão almejada pela sua torcida, com os dois gols marcados por Emerson Sheik no segundo tempo da decisão.

20/03/2016 – Flamengo 0 x 0 Fluminense

A mais recente edição do tradicional clássico carioca a ser disputado no Pacaembu atraiu mais de 30 mil pessoas ao estádio, a maioria de rubro-negros, mas a festa ficou reservada às arquibancadas, pois o jogo foi fraco em emoções.