Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O último fim de semana do mês de junho inspira as boas conversas que ajudam a descansar a mente! Com a Lua Minguante em seus estágios finais, o céu exibe os planetas visíveis a olho nu, cruzando o céu alinhados ao longo da madrugada. Assim, o clima ajuda a embalar a fogueira quentinha e as festas juninas que invadem o Brasil afora.

Ao sabor de quentão e paçoca, ainda dá tempo de festejar, ainda que com certo atraso, a data reservada para Santo Antônio, celebrada no último dia 13. Por sua vez, São João, homenageado dia 24, e São Pedro, patrono do dia 29, ainda esperam pelas saudações anuais realizadas sempre nessas festas com temática tão brasileira. De qualquer forma, mesmo para quem não tem o hábito de cultuar nenhum santo, as quermesses e festas típicas dessa época do ano são irresistíveis.

Pouca gente sabe, mas o histórico das festas juninas é milenar e antecede até a colonização do Brasil. E, por incrível que pareça, tem raízes astrológicas e astronômicas, pois surgiram a partir da interpretação cultural da sucessão das estações climáticas e do movimento do Sol pelo zodíaco. Na Europa, nessa época do ano – entre os meses de maio e junho -, os povos pagãos celebravam o Beltane (ou Beltaine) e o Litha, festivais idealizados para marcar o ápice da primavera e o início do verão, respectivamente.

No Beltane, o casamento alquímico entre masculino e feminino era representado e, por esse motivo, que maio recebeu a alcunha de mês das noivas. Em junho, no Litha, as fogueiras eram acesas para homenagear o Sol, já que a festa acontecia em função do Solstício de Verão. Aqui, abaixo do Equador, como vivemos as estações inversas devido à inclinação do eixo de rotação da Terra, essa tradição chegou junto ao Solstício de Inverno e o clima mais frio.

O bom é que, mesmo não sendo para simbolizar o Sol em seu esplendor veranil, as fogueiras aqui chegam em boa hora para animar as danças de roda e as quadrilhas. Elas acabam cumprindo a missão de aquecer os corações e os corpos para que possamos celebrar, mais uma vez, a natureza em seu eterno movimento!

Observe: para quem for fã da madrugada, vale observar a concentração de planetas cruzando o céu, de Leste a Oeste, que acontece no sábado e também no domingo. O primeiro a aparecer no horizonte Leste é Saturno, em meio à  Constelação de Capricórnio, pouco depois das 21h. Pouco depois da meia noite,  poderemos ver Júpiter, na região fronteiriça da Constelação de Cetus. Depois, teremos também Marte, que ascende ao Leste por volta da 1h30, na Constelação de Peixes. Vênus – a Estrela D’Alva -, surge no céu depois das 4h30, em meio à Constelação de Touro, pouco antes de Mercúrio, que ascende ao Leste, também em meio a esse conjunto estelar, por volta das 5h. A Lua Minguante, cada vez mais perto do Sol, chegará ao céu pouco antes do amanhecer, tanto no domingo, dia 26, quanto na segunda, dia 27, também em meio à Constelação de Touro.

Importante: você é muito mais do que o seu signo solar! Então, tenha melhor aproveitamento do horóscopo lendo também as tendências para o seu signo ascendente, que é fundamental que você conheça. Para saber a posição de todos os signos, incluindo a do ascendente, assim como dos planetas no momento do seu nascimento, faça o seu MAPA ASTRAL GRATUITO!

Saiba mais sobre astrologia, mapa astral e o papel do astrólogo, neste artigo.

Visite: www.virginiagaia.com.br

Áries: é hora de descansar a mente, ariano. Evite a agitação e busque atividades que favoreçam o diálogo e as conversas produtivas.

Touro: o fim de semana pede senso de prioridade e até um pouco de cuidado com as finanças, taurino. Aproveite esse período para investir em programas baratos e prazerosos.

Gêmeos: o fim de semana lembra que menos pode significar mais, geminiano. Seja discreto e fale o necessário de maneira leve e gentil.

Câncer: o astral ajuda você a lavar a alma, canceriano. Procure descansar bastante, dormir bem e cuidar das suas questões mais íntimas. Preste atenção nos seus sonhos.

Leão: é hora de estar com as pessoas, mas evitando as fofocas e conversas desnecessárias, leonino. Dê atenção aos amigos, fazendo um filtro em relação ao que ouvir.

Virgem: exerça a sua individualidade e liderança, virginiano, sem dar a impressão de querer dominar as situações. Comunique-se com clareza e empatia.

Libra: o fim de semana favorece as atividades culturais e intelectuais, libriano. Aproveite para consumir arte e ampliar conhecimentos.

Escorpião: use a intuição a seu favor, escorpiano. Aproveite para prestar atenção nas entrelinhas, encerrando ciclos naquilo que for conveniente para você.

Sagitário: é hora de se relacionar de forma mais equilibrada, sagitariano. Esteja em boa companhia, ouvindo bem antes de falar de forma muito impulsiva.

Capricórnio: organize-se, capricorniano, e evite assumir mais compromissos do que consegue cumprir. Aproveite o fim de semana para cuidar da saúde e descansar ao máximo.

Aquário: divirta-se, aquariano, mas tome cuidado com os excessos. O fim de semana favorece também as paqueras, mas é preciso evitar o excesso de expectativas.

Peixes: que tal estar mais próximo da família ou reunir os amigos mais chegados em casa, pisciano? O astral favorece os encontros calorosos com as pessoas mais íntimas.