Istoé em Tóquio

Confira 4 recordes que o Brasil pode bater na Olimpíada de Tóquio

Confira 4 recordes que o Brasil pode bater na Olimpíada de Tóquio

Confira 4 recordes que o Brasil pode bater na Olimpíada de Tóquio (Photo by Olivier MORIN / AFP)


Nesta semana, o Time Brasil começou bem na Olimpíada de Tóquio, com medalhas importantes em diversos esportes. Isso permitiu que o país sonhe com a quebra de 4 recordes importantes. O Brasil pode conseguir a maior quantidade de medalhas da história, o maior número de ouros, a maior variedade de esportes com pódio e até a melhor posição no quadro de medalhas.

+ Sucesso do boxe brasileiro em Tóquio é fruto de organização, estrutura e talento

+ Inspirados por Ítalo, surfistas mirins sonham em manter Brasil na crista da onda

+ Ana Marcela destaca: ‘Mulher pode ser o que quiser, onde quiser e na hora que quiser’

Quantidade de medalhas

A meta do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) é conseguir mais medalhas em Tóquio do que foi obtido nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, independente da cor.

Em 2016 o Brasil conquistou 19 medalhas. Em Tóquio o país já tem 18 medalhas garantidas por enquanto. São 4 de ouro, 3 de prata, 8 de bronze e mais 3 que não estão definidas (duas no boxe e uma no futebol).

Para quebrar o recorde o Brasil só precisa ganhar mais duas medalhas, o que deve acontecer nos próximos dias.

Existem chances reais em diversos esportes, como skate park masculino, canoagem, vôlei (feminino e masculino) e atletismo.

Quantidade de ouros

Até agora o Brasil tem 4 medalhas de ouro. Na Olimpíada do Rio de Janeiro o país conseguiu 7. Existem 5 boas chances de ouro em Tóquio:

  • Futebol masculino: a Seleção Brasileira fará a final contra a Espanha.
  • Vôlei feminino: a Seleção Brasileira vai enfrentar as russas nas quartas de final.
  • Vôlei masculino: a Seleção Brasileira chegou na semifinal e vai enfrentar os russos.
  • Isaquias Queiroz: vai disputar canoagem C1 1000m, na qual foi medalha de prata em 2016.
  • Boxe feminino (Beatriz Ferreira): é favorita ao título na categoria peso leve (até 60kg). Está na semifinal e vai enfrentar a finlandesa Mira Potkonen.

Portanto, entre as 5 maiores chances, o Brasil teria que conseguir 4 medalhas de ouro para quebrar o recorde. Difícil, mas não impossível.

Maior variedade de esportes com medalhas



Em 2016 o Brasil conseguiu as 19 medalhas em 12 esportes diferentes: atletismo, boxe, canoagem, futebol, ginástica, judô, natação, taekwondo, tiro esportivo, vela, vôlei e vôlei de praia.

Em 2021 o Brasil já garantiu 18 medalhas em 11 esportes: atletismo, boxe, futebol, ginástica, judô, maratona aquática, natação, skate, surfe, tênis e vela.

Se o Brasil conseguir medalhas no vôlei e na canoagem, o que é provável, o recorde já será quebrado.

Melhor posição

Em 2016 o Brasil ficou na 13ª posição no quadro de medalhas. Por enquanto o país está na 14ª posição, sem contar aquelas 3 medalhas que não tiveram cor definida ainda.

É quase impossível estimar o que precisa ser feito para subir no quadro de medalhas, afinal isso depende também do desempenho de outros países. Mas se chegar aos 8 ouros, o Brasil pode até ficar no top 10 pela primeira vez. Se terminar com os 4 ouros atuais, provavelmente vai ficar fora do top 15.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio