Mundo

Conferência de paz sobre Afeganistão começa em 24 de abril


ROMA, 13 ABR (ANSA) – A cidade turca de Istambul sediará entre 24 de abril e 4 de maio uma conferência de paz entre o governo do Afeganistão e o grupo fundamentalista Talibã.   

As datas foram confirmadas nesta terça-feira (13) pelo Ministério das Relações Exteriores da Turquia, que organizará o evento em parceria com o Catar e sob a égide das Nações Unidas (ONU).   

A notícia chega em meio aos rumores de que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciará em breve a retirada das tropas americanas no Afeganistão até 11 de setembro, aniversário de 20 anos dos atentados contra o World Trade Center e o Pentágono, que desencadearam a guerra contra o Talibã.   

Isso significa que milhares de soldados dos EUA ficarão no Afeganistão além do prazo de 1º de maio estabelecido no acordo entre o governo de Donald Trump e o grupo fundamentalista.   

“O objetivo da Conferência de Istambul sobre o Processo de Paz no Afeganistão é acelerar e complementar as negociações em curso em Doha para o atingimento de uma solução política justa e duradoura”, diz um comunicado do Ministério das Relações Exteriores da Turquia.   


+ Casal posta fotos nus em pontos turísticos e ganha fama na web
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ ‘Raça de víboras’: Andressa Urach critica seguidores que não acreditam em sua fé
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Um relatório do Departamento de Estado dos EUA vazado para a imprensa americana indica que Washington mira um plano para substituir o atual presidente afegão, Ashraf Ghani, por um governo interino que inclua o Talibã. No entanto, o próprio grupo islâmico já alertou que haverá “consequências” se a gestão Biden não cumprir a promessa de Trump de retirar suas tropas até 1º de maio.   

Os países envolvidos na missão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) no Afeganistão devem fazer uma reunião extraordinária nesta quarta-feira (14) para discutir a conferência de paz.   

O Talibã governou o Afeganistão de 1996 a 2001, até ser derrubado pela invasão americana. Washington acusava a milícia de dar proteção a Osama bin Laden, mentor dos atentados de 11 de setembro. Após a queda, o grupo iniciou uma insurgência que segue ativa até hoje. (ANSA).   

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS