Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

PARIS (Reuters) – A nova ministra da Economia da Argentina deve se comprometer com um programa do Fundo Monetário Internacional (FMI) para que o Clube de Paris inicie negociações sobre a dívida do país sul-americano, disse uma fonte do grupo de nações credoras nesta quinta-feira.

A Argentina deveria ter participado de negociações com o grupo de credores governamentais na quarta-feira, mas teve que desmarcar após a renúncia inesperada do ministro da Economia do país, Martin Guzmán, dias antes de viagem à capital francesa.

A saída abrupta dele no fim de semana despertou preocupações sobre uma mudança para políticas populistas e mais gastos estatais na Argentina, que está enfrentando uma inflação altíssima, ao mesmo tempo que levantou temores de que o novo governo pudesse tentar mudar os termos de um acordo com o FMI.

A fonte do Clube de Paris disse que o grupo quer garantias de que a nova ministra da Economia, Silvina Batakis, pretende avançar com a implementação do programa do FMI.

“É uma precondição para qualquer novo acordo com a Argentina”, disse a fonte. “Se conseguirmos essa condição, estamos prontos a qualquer momento para ter uma sessão de negociação com as autoridades argentinas sobre a dívida do Clube de Paris.”

(Por Leigh Thomas)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI660NT-BASEIMAGE