Como ter o controle financeiro da sua empresa – Parte 4: Indicadores financeiros

Crédito: Pixabay

(Crédito: Pixabay)


Continuando nossa série sobre o controle e gestão do seu negócio, nesse artigo falaremos sobre indicadores financeiros. Antes, retomaremos ar os relatórios que já abordamos nesta série. Foram três relatórios essenciais para a gestão financeira;

  • Balanço patrimonial: traz uma fotografia de onde os recursos da empresa estão aplicados e a “origem” destes recursos.
  • Demonstrativo de resultado do exercício (DRE): apura a eficiência da operação, mais conhecido como lucro lí
  • Fluxo de caixa: apura o que realmente importa para o empreendedor, quanto a empresa está gerando de capital líquido, mais conhecido como “dindin na conta”.

Indicadores financeiros

Os indicadores ou KPIs são métricas que fornecem informações para análise da performance da empresa e auxiliam a tomada de decisão dos gestores.

Na prática, os KPIs são fórmulas matemáticas, que visam resumir algum aspecto importante da empresa. Neste sentido, são extremamente úteis para elaborarmos o que chamamos de “dashboard”, que nada mais é do que um ‘painel de controle’ que resume aspectos importantes do seu negócio.

Existem inúmeros indicadores que você pode usar, a bem da verdade, se fossemos tratar de todos, este artigo se tornaria um livro. Portanto, tentamos trazer alguns mais importantes.

Mas nada impede de você utilizar outros indicadores que possam ser importantes para sua empresa. Por exemplo, no varejo um indicador extremamente importante é a venda por metro quadrado de loja, já para uma empresa de serviços este número não faz muito sentido.

Teremos a oportunidades de ver indicadores específicos para determinados mercados, mas neste artigo iremos nos ater naqueles que são genericamente úteis, independente do mercado ou porte da empresa.

Podemos separar os indicadores financeiros em cinco grandes categorias:

  1. Indicadores de atividade; úteis para medir o ciclo operacional ou financeiro, como período de conversão de estoque em dinheiro na conta.
  2. Indicadores de lucratividade e rentabilidade; úteis para medir o quanto o ‘business é rentá
  3. Indicadores de liquidez; úteis para avaliar a capacidade da empresa em cumprir com suas obrigaçõ
  4. Indicadores de estrutura de capital; úteis para avaliar a estrutura do endividamento do negócio assim como a estrutura de ativos.
  5. Indicadores de valor de mercado; avaliam o valor da empresa.

Essa segmentação visa facilitar a análise dos indicadores. Vamos ver alguns indicadores de cada um desses grandes grupos de KPI’s financeiros?

1 Indicadores de atividade

Ciclo de caixa ou ciclo financeiro

 

O ciclo de caixa é de extrema importância, pois ele mostra quanto tempo você financia seu cliente, ou seja, quanto tempo você demora para receber do seu cliente depois de pagar seu fornecedor pelos produtos fabricados.

Antes de chegarmos ao ciclo de caixa precisamos passar por alguns conceitos como prazo médio de pagamento (PMP), prazo médio de recebimento (PMR) e prazo médio de estocagem (PME). Vamos compreender cada um individualmente primeiro.

Prazo médio de estocagem (PME)

A fórmula acima expressa, em dias, o prazo médio de estocagem (PME). Esse KPI evidencia o tempo que seu negócio leva para comercializar os produtos que estão no estoque. Sendo extremamente importante para a gestão eficiente dos recursos e operação logística da sua empresa.

A escolha da janela de análise fica a seu critério, mas indicamos uma janela mínima de três meses para cálculo do estoque médio e, também, para o custo da mercadoria vendida. Propomos essa janela para evitar grandes oscilações no número.

Prazo médio de recebimento (PMR)

O prazo médio de recebimento também é expresso em dias corridos. Como podemos ver ele é uma média do prazo que você demora para receber os recursos financeiros oriundos das vendas que realizou.

É possível usar também dados do balanço para calcular o PMR. Teríamos então a fórmula abaixo:

Ciclo operacional

O ciclo operacional é um indicador que mede o tempo total entre o início da produção até o recebimento dos recursos financeiros.  Como já vimos como calcular o PME assim como o PMR, fica fácil calcular o ciclo operacional. Afinal, é só realizar a soma dos dois KPI’s, segundo a fórmula abaixo:



Para chegarmos ao ciclo financeiro, ou ciclo de caixa, falta somente demostrarmos como calcular o prazo médio de pagamento (PMP).

Prazo médio de pagamento (PMP)

O PMP também é expresso em dias corridos, e calcula quantos dias em média demoramos para pagarmos nossos fornecedores. Ressaltamos que nesse indicador contabilizamos somente os fornecedores ligados diretamente ao produto ou serviço que sua empresa oferece. Ou seja, somente os custos diretos.

Ciclo de caixa ou ciclo financeiro

 

Por fim, temos em mãos o conhecimento dos indicadores financeiros que compõe o ciclo de caixa, então podemos calculá-lo. Esse é igual ao ciclo operacional subtraído do PMP:

Estes indicadores são um ótimo guia para que você entenda de forma resumida quanto tempo você financia seu cliente.

2 Indicadores de lucratividade e rentabilidade

 

ROE (Retorno sobre patrimônio)

O ROE (Return on Equity) é muito interessante por mostrar o quanto a empresa está rentabilizando o patrimônio dos sócios. Sendo assim, podemos utilizá-lo para comparar com investimentos livres de risco como letras do tesouro.

Este indicador mostrara o quanto seu patrimônio líquido rendeu. Por exemplo, se você tiver um ROE de 15% e a renda fixa esteja rendendo 8%, você conseguiu rentabilizar 7% a mais que a renda fixa. Vamos ver o contrário, seu ROE é de 5%, neste caso vale mais a pena pegar seu dinheiro é colocar em letras do tesouro.

Ponto de equilíbrio (Breack even)

O ponto de equilíbrio é o quanto você precisa faturar para ter lucro zero. Lembre-se que para calculá-lo você precisa considerar toda despesa. Vamos ver um exemplo; suponha que você tenha um custo fixo de R$100 mil no ano, além disto que você tenha um CMV de 30% do preço de venda e que pague 10% de imposto sobre venda. Nestes moldes, teríamos que faturar por volta de R$ 167 mil para obter um lucro líquido de R$ 0, logo nosso ponto de equilíbrio é de R$ 167 mil.

3 Indicadores de liquidez

 

Liquidez corrente e seca

Os KPI’s de liquidez nos mostram o quanto a empresa tem capacidade de arcar com seus compromissos. Quando pensamos em liquidez corrente e seca estamos interessados na liquidez de curto prazo. A diferença entre a liquidez corrente e seca, é que na segunda não contabilizamos estoques, sendo um indicador mais conservador. Vamos ver as fórmulas?

Estes indicadores mostram proporcionalidade entre ativos e passivos circulantes. Por exemplo, um índice de liquidez corrente de 1,5 significa que você seus ativos circulantes são 50% maiores que seus passivos, mostrando que a empresa tem uma boa margem de segurança para arcar com suas obrigações de curto prazo.

Você pode se interessar em calcular a liquidez imediata, sendo o mais conservador dos indicadores. Neste, além dos estoques, subtraímos também as contas a receber. Este indicador, visa entender sua capacidade de arcar com obrigações de curto prazo no pior cenário possível.

4 Indicadores de participação de capital

 

Participação de capital de terceiros

Este indicador mostra o quanto a empresa utiliza capital de terceiros em comparação com capitais próprio. Ele é interessante para verificar a fonte de recursos da sua empresa.

5 Indicadores de valor de mercado

Como estes indicadores são focados mais em empresas de capital aberto, entendemos que não cabem neste artigo. Vamos deixá-los como pauta para outro texto

 

Este foi o último artigo dessa série sobre gestão financeira, mas sempre publicaremos mais informações sobre o tema, então no acompanhe para mais dicas e técnicas para melhorar os resultados de sua empresa.


Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais


Sobre o autor

Hanna Hiar é consultor em estratégia empresarial, formado em economia com pos-graduação em gestão de negócios. Curioso por natureza, busca constantemente novos métodos e melhores práticas para auxiliar seus clientes na construção de empresas sólidas e rentáveis. Contato: Hannawhn@gmail.com


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.