ISTOÉ Gente

‘Como advogada, foi homicídio’, declara viúva de MC Kevin

Crédito: Reprodução/Instagram

Viúva de MC Kevin se revolta com fãs que duvidaram de carta (Crédito: Reprodução/Instagram)


Viúva de MC Kevin, a advogada Deolane Bezerra, deu detalhes de seu relacionamento com o cantor durante uma entrevista ao podcast “Papagaio Falante”, de Sergio Mallandro. Ela contou sua opinião sobre o acidente que causou a morte do funkeiro em maio deste ano.

Sammy Lee lamenta morte da mãe: ‘O dia mais difícil da minha vida’

Gloria Groove nega ser administradora de perfil na internet contra Bolsonaro

“A verdade é que ele foi lá dar uma afogada no ganso. Ele estava bem louco. Bebeu, constou [no laudo] que ele usou droga sintética. Ele não estava em si. O que aconteceu lá, eu não sei, não tenho noção… Só sei que tem três pessoas mentindo. É tudo contraditório. Até o que falaram nos depoimentos e na mídia. Eles se desmentem! (…) Para ser um acidente, não tem que ter maldade. Prefiro ir na linhagem do crime. Um acidente através de uma brincadeira de mau gosto já é maldade. Uma brincadeira sadia, é diferente. Não é brincadeira você estar em um quarto com uma garota de programa e falar ‘Sua mulher chegou aí’ para alguém que está transtornado. Isso não existe. É uma brincadeira que não se cogita”, começou Deolane.

“Eu, como ser humano, [acho que foi] uma brincadeira de mau gosto. Eu como advogada, [acho que] foi homicídio com dola eventual, quando você assume um risco. Quando você pratica algo assumindo o risco. (…) Não sei se era brincadeira, se era para tirar ele do quarto e ficar sozinho com a menina. É um absurdo o menino falar que contou para o Kevin [que eu estaria lá] e ele não ir embora. Se eu batesse lá, o Kevin ia abrir a porta e falar: ‘Está chapando? Vim só buscar uma seda’. Ele sabia como me manobrar (…). Uma hora a verdade aparece”, completou a advogada criminalista.

A viúva finaliza explicando que acreditava que o marido fosse sobreviver e, por isso, a notícia da morte foi mais pesada do que ela imaginou. “Falaram que ele tinha amortecido a queda em uma pessoa. O pessoal da ambulância tinha falado que [só] tinha uma fratura na mandíbula e na clavícula. (…) A minha dor foi a última que pensei. Vejo depoimentos que até hoje de gente que não acredita. Até hoje eu não tive tempo de sentir essa dor. Não sei se um dia eu desabo completamente. Eu abracei o mundo, a vida de blogueira, meus processos, meus amigos. Talvez para camuflar a minha dor. Ninguém me deixa sozinha.”

Veja a entrevista completa de Deolane:

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio