Mundo

Comitê da Câmara Baixa dos EUA pede à família Bolsonaro que se mantenha à margem das eleições

Comitê da Câmara Baixa dos EUA pede à família Bolsonaro que se mantenha à margem das eleições

O Comitê das Relações Exteriores da Câmara de Representantes dos Estados Unidos pediu à família do presidente Jair Bolsonaro que fique à margem das eleições presidenciais de novembro, depois que o filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro, publicou um vídeo de apoio a Donald Trump.


Eduardo publicou em 26 de julho um vídeo da campanha do presidente americano acompanhado com a mensagem “Trump 2020” e o Comitê das Relações Exteriores o respondeu na segunda-feira com uma advertência.

“Já vimos essa estratégia antes. É vergonhosa e inaceitável. A família Bolsonaro deve ficar À MARGEM das eleições americanas”, afirmou o presidente do Comitê, o democrata Eliot Engel, em uma mensagem publicada pela entidade no Twitter.

Bolsonaro mostrou afinidade com o presidente dos EUA tanto em sua forma simples de se comunicar como no conteúdo de seus discursos. Esse estilo comum foi acentuado pela pandemia, no início da qual ambos os líderes minimizaram o perfil de ameaça do vírus, que já deixou mais de 650.000 mortos em todo o mundo.