POLÍTICA

Comissão de impeachment suspende sessão por 10 minutos para distribuir relatório


Sob clima de muita tensão e conflito, o relator da comissão especial que analisa a denúncia que pede o impeachment da presidente Dilma Rousseff, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), deu início a leitura de seu voto na Câmara. Com a permissão do presidente da comissão, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), Arantes teve permissão para que não fizesse a leitura completa do relatório, que duraria quatro horas, mas apenas do voto. A expectativa é de que o voto seja lido em uma hora e trinta minutos.

Os parlamentares do PT queriam que fosse realizada toda a leitura do relatório e houve tumulto na comissão. Com gritos de governistas e oposicionistas, Arantes foi interrompido. Rosso suspendeu a sessão por dez minutos para que o documento fosse distribuído a todos os parlamentares a fim de que a confusão tivesse fim. Apenas algumas partes do documento foram lidas. “Uns vão me chamar de herói, outros de vilão e golpista”, disse o relator. “Não é o momento de dizer que a presidente cometeu crime de responsabilidade ou não”, afirmou.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua