Esportes

Começo promissor e derrota para as lesões: ciclo de Marcos Vinícius com o Botafogo chega ao fim

Contrato do meia com o Alvinegro termina nesta terça-feira e vínculo não será renovado; atleta perdeu mais de 40% dos jogos que poderia ter atuado por diferentes lesões

Começo promissor e derrota para as lesões: ciclo de Marcos Vinícius com o Botafogo chega ao fim

no ano passado (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

A passagem de Marcos Vinícius no Botafogo chegou ao fim. Contratado na metade de 2017, em uma troca com Sassá junto ao Cruzeiro, o meio-campista nunca engatou uma sequência de partidas pelo Alvinegro, que não renovará o vínculo do jogador de 25 anos, que se encerra nesta terça-feira.

Apesar do final melancólico, a passagem do jogador pelo clube de General Severiano começou de forma animadora. Em 2017, sob o comando de Jair Ventura, Marcos Vinícius se mostrou saudável e foi uma interessante adição ao elenco, marcando cinco gols em 26 partidas disputadas. Sempre alternava entre onze inicial e reserva, mas foi uma peça utilizada com frequência pelo treinador no segundo semestre daquela temporada.

Os problemas começaram em 2018. O meio-campista se machucou antes da Copa do Mundo e, a partir disto, não voltou a engatar a sequência do ano anterior. Com seguidas dores musculares, Marcos Vinícius passou mais tempo no departamento médico do que dentro de campo após a realização do Mundial da Rússia.

Na temporada seguinte, a diretoria do Botafogo resolveu emprestar Marcos Vinícius para a Chapecoense, mas o meia também se lesionou no clube catarinense. A passagem foi apagada e ele retornou ao Rio de Janeiro em junho. No ano passado, foram apenas cinco jogos pelo Alvinegro e uma lesão muscular no último jogo da temporada, contra o Ceará.

Marcos Vinícius se apresentou com dores para a pré-temporada no China Park, em Domingos Martins, no Espírito Santo, em janeiro. Realizou trabalhos específicos na maior parte da viagem. No final de fevereiro, foi emprestado ao Botafogo-SP e informado pelo Comitê Executivo de Futebol que não teria o contrato renovado.

Em três anos, Marcos Vinícius fez 47 jogos pelo Botafogo e marcou sete gols. Além disto, o meio-campista foi um reserva não-utilizado em 25 oportunidades, totalizando 72 vezes que esteve disponível para alguma partida.

O Botafogo, contudo, realizou 126 partidas no período que Marcos Vinícius esteve presente no clube – excluindo, obviamente, os dois empréstimos. Ou seja, o meio-campista não foi relacionado para 54 jogos neste tempo, o que representa 42,8% de duelos perdidos. Mesmo com o começo animador, o atleta foi “derrotado” pelas dores musculares.

TEMPORADAS DE MARCOS VINÍCIUS PELO BOTAFOGO

2017:
​- 26 jogos
– 3 jogos como reserva não-utilizado
– 4 jogos perdidos

2018:
– 16 jogos
– 13 jogos como reserva não-utilizado
– 33 jogos perdidos

2019:
– 5 jogos
– 9 jogos como reserva não-utilizado
– 9 jogos perdidos

2020:
​- 0 jogos
– 0 jogos como reserva não-utilizado
– 8 jogos perdidos

Veja também

+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol
+ Filho de David Beckham fica noivo de atriz filha de bilionário
+ Royal Enfield Interceptor 650 a moto mais vendida no Reino Unido
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior