Esportes

Coman diz que já está na hora de colocar o PSG entre os grandes da Europa

O atacante francês Kingsley Coman, formado nas divisões de base do Paris Saint-Germain e atualmente no Bayern de Munique, afirmou nesta quinta-feira que já está na hora colocar o clube parisiense na categoria dos maiores da Europa.

“Já está na hora de falar isso”, respondeu Coman à pergunta sobre a importância do PSG no continente.

“Eles têm um histórico muito bom este ano. Estão na final e é bem merecida”, disse ele em entrevista coletiva online nesta quinta-feira em Lisboa, três dias antes da final entre a atual equipe do francês e o PSG, pela Liga dos Campeões.

Coman também destacou que seu treinador, Hansi Flick, teve um papel fundamental na grande temporada do Bayern.

Flick substituiu Niko Kovac em novembro e Coman enfatizou que ele mudou “a maneira como defendemos”.

“Antes sofríamos muitos gols, mas depois que ele resolveu esse problema, melhorou muito”, destacou.

“Quando você ganha vários jogos com um grande resultado, isso lhe dá confiança. Estamos nessa onda de confiança, vamos continuar nela”, acrescentou.

Coman não foi a campo contra o Chelsea, na partida de volta das oitavas de final do torneio continental, mas jogou cerca de 30 minutos na vitória histórica sobre o Barcelona nas quartas (8 a 2) e contra o Lyon nas semifinais (3 a 0).

cpb/dif/dr/pm/lca

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel