Esportes

Com Robinho de espectador, Santos é derrotado pelo Atlético-GO em casa e vê invencibilidade cair

Peixe pouco cria, Cuca busca corrigir time com a partida em andamento e Dragão conta com felicidade de Janderson e Chico para garantir a vitória

Com Robinho de espectador, Santos é derrotado pelo Atlético-GO em casa e vê invencibilidade cair

 

ROBINHO NA VILA BELMIRO

Contratado no último sábado (10), Robinho que não compareceu a Vila Belmiro na vitória santista por 2 a 1 sobre o Grêmio, no último domingo (11), pela falta de tempo para realização de testes de Covid-19 e adequação aos protocolos de prevenção ao novo coronavírus, esteve presente no estádio nesta quarta-feira (14).

O atleta acompanhou o jogo das cadeiras sociais da Vila, tendo subido momentos antes da bola rolar. No intervalo, o atacante desceu ao vestiário.

PRIMEIRO TEMPO RUIM

Os primeiros 45 minutos foram sofríveis para quem assistiu. Nem Santos, nem Atlético-GO estavam afim de agredir. Pelo contrário, as duas equipes se mostraram apáticas no primeiro tempo, abusaram das bolas longas, erros de passe e o único lance de perigo foi com o Peixe, aos 35 minutos, quando Felipe Jonatan avançou pelo lado esquerdo, tocou para trás e Jean Mota, de primeira, chutou da entrada da área e obrigou Jean a fazer boa defesa.

GOLAÇO DO DRAGÃO

O Santos voltou ao segundo tempo em busca de ajustar o seu meio-campo. Lucas Lourenço entrou no lugar de Jean Mota no intervalo. Aos 18 minutos da etapa final, Cuca promoveu as entradas de Marcos Leonardo e Tailson no lugar dos extremos Arthur Gomes e Luca Braga, apostando em Kaio Jorge na ponta direita, mas nada dava certo. Ao contrário, deu errado, quando aos 23 minutos, a qualidade técnica que faltava ao Atlético-GO sobrou para Janderson, que largou da ponta direita, deixou cinco santistas para trás e serviu o meia Chico na ponta esquerda, o camisa 10 do Dragão abriu o compasse e acertou um chute de extrema felicidade no ângulo esquerdo do goleiro João Paulo.

SANTOS PERDE CHANCE NO FIM

Pouco criativo, o Santos apelou para as bolas aéreas ao fim da partida. Em uma delas, Madson cruzou pela direita, a bola quicou na altura do primeiro pau e se ofereceu para Marcos Leonardo, que cabeceou em cima do goleiro Jean, que cresceu no lance. Foi a melhor oportunidade do Peixe na etapa final.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 ATLÉTICO-GO

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 14/10/2020, às 20h40 (horário de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
Árbitro de vídeo: Rodrigo D´Alonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Pará, Diego Pituca e Sandry (Santos); Marlon e João VItor (Atlético-GO)

GOL: 0-1 Chico (23’/2T)

SANTOS: João Paulo; Madson, Laércio, Luan Peres e Felipe Jonatan; Pará (Sandry, 28’/2T), Diego Pituca e Jean Mota (Lucas Lourenço. intervalo); Lucas Braga (Tailson, 12’/2T), Kaio Jorge (Anderson Ceará, 20’/2T) e Arthur Gomes (Marcos Leonardo, 12’/2T). Técnico: Cuca.

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Vitor, Éder e Nicolas; Marlon Freitas, Wiliam Maranhão e Chico (Natanael, 43’/2T); Janderson (Junior Brandão, 43’/2T), Zé Roberto (Hyuri, 21’/2T) e Gustavo Ferrareis (Matheus Vargas, 18’/1T). Técnico: Eduardo Souza.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel