Geral

Com polêmicas de arbitragem, Resende marca nos acréscimos e vence o Fluminense pelo Carioca

Tricolor reclama de um pênalti não marcado e um gol mal anulado ainda no primeiro tempo; Alexandre Jesus, Kaique e Jefferson Ruan marcaram os gols


A estreia do Fluminense no Campeonato Carioca ficou marcada por três momentos importantes: os erros claros de arbitragem, um gol bizarro sofrido e a virada já no último minuto para dar a vitória ao Resende por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Maracanã. Os garotos de Xerém contaram com gol de Alexandre Jesus, mas Kaique e Jefferson Ruan garantiram os três pontos.

> Fluminense é o grande há mais tempo sem conquistar o Carioca: relembre as campanhas dos últimos 20 anos

O resultado coloca o Resende empatado com Bangu, Flamengo e Portuguesa, com três pontos. Já o Tricolor fica zerado, assim como Macaé, Nova Iguaçu e Vasco. Na próxima rodada do Estadual, o Flu voltará ao Maracanã para enfrentar a Portuguesa, no domingo, às 16h. Já o Resende enfrentará o Botafogo, no mesmo dia, mas às 20h15, no Estádio Nilton Santos.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO CARIOCA


+ MS: Homem que revelou amante pouco antes de ser intubado deixa UTI-covid
+ Ratinho critica Dudu Camargo: ‘Só o Silvio gosta dele’



POLÊMICAS DA ARBITRAGEM

O Carioca mal começou, e o Fluminense já sofreu duas vezes em menos de 20 minutos com erros claros de arbitragem. Primeiro, Miguel recebeu passe açucarado de Gabriel Teixeira e saiu cara a cara com o goleiro, mas foi atropelado. O árbitro mandou seguir. Depois, Caio Vinícius aproveitou cobrança de falta para tocar de cabeça e marcar o gol, mas o bandeira assinalou um impedimento inexistente. Vale lembrar que não há árbitro de vídeo nesta primeira fase.

BOM JOGO

Erros à parte, o Fluminense fez um bom primeiro tempo no Maracanã. Miguel, que acabou tendo que ser substituído após sentir um mal estar pouco antes do intervalo, e Gabriel Teixeira lideraram as investidas do Tricolor. O segundo, inclusive, foi o grande destaque, dando ótimos passes e com duas boas finalizações. Sem sentir o peso da partida, os jovens pecaram apenas no último passe e poderiam ter construído uma vantagem.

TENTA, MAS NÃO MARCA

A segunda etapa teve chances claras para os dois lados, mas amplo domínio do Fluminense. Do lado Tricolor, o time caiu um pouco de produção, mas criou boas oportunidades, com uma bola no travessão de André e sustos ao gol de Jefferson. Já o Resende perdeu uma parte do poder de marcação da primeira etapa, mas assustou o goleiro Pedro Rangel, que fez uma bela defesa em cabeçada de Nunes.

GOLS NO FIM

Com o time mais cansado e sem conseguir chegar bem ao ataque, o técnico Ailton Ferraz promoveu mudanças no Flu e viu resultado rapidamente. Aos 33, menos de um minuto depois de entrar, Alexandre Jesus aproveitou cruzamento de Raí para cabecear e abrir o placar. Mas a emoção ficou para o final. Pouco depois, aos 38, o Resende aproveitou uma enorme trapalhada do Fluminense para empatar. Kaique chegou no rebote da falha de Luan e Frazan e deixou tudo igual.

PRESSÃO

Os minutos finais foram com tentativas de pressão dos dois times, que tentavam conquistar os três pontos. No Flu, os principais jogadores de criação saíram ou ficaram apagados, dificultando a construção de boas oportunidades. Mas o Tricolor sucumbiu no final. O Resende ganhou confiança, foi para cima e, com a mão das mudanças de Sandro Sargentim conquistou a vitória com gol de Jefferson Ruan aos 53 minutos, após ótima jogada de João Felipe.

FICHA TÉCNICA
RESENDE 2 X1 FLUMINENSE

Data/Hora: 04/03/2021, às 21h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Rafael Sepeda de Souza (RJ)

Cartões amarelos: Eduardo Grasson, João Felipe, Derli (RES), Daniel (FLU)
Cartões vermelhos:
Gols: Alexandre Jesus (33’/2ºT) (0-1), Kaique (38’/2ºT) (1-1), Jefferson Ruan (52’/2ºT) (2-1)

RESENDE: Jefferson; Thiago Ryan, Grasson, Dão (Marcão – 35’/2ºT) e Alex Barros; Derli, Paulo Victor (Jonathan – 7’/2ºT), Guioto (Jefferson Ruan – 17’/2ºT) e Matheuzinho (Kaique – 35’/2ºT); Matheus Bastos (João Felipe – 17’/2ºT) e Nunes. Técnico: Sandro Sargentim.

FLUMINENSE: Pedro Rangel, Daniel Lima, Luan Freitas, Frazan e Raí; André (Wallace – 36’/2ºT), Caio Vinícius (Nascimento – 37’/2ºT), Gabriel Teixeira (Alexandre Jesus – 32’/2ºT) e Miguel (Kayky – 39’/1ºT); Samuel (Arthur – 32’/2ºT) e John Kennedy. Técnico: Aliton Ferraz.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Descoberta no deserto do Kalahari leva a revisão da origem humana
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS