Geral

Com mãos sujas de ‘sangue’, Damares Alves aparece em vídeo contra o aborto

Crédito: Reprodução

Um vídeo feito há seis anos por Damares Alves, ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, foi revelado nesta semana. Nas imagens, ela aparece com as mãos ensanguentadas, como parte da campanha “Não quero sangue inocente em minhas mãos!”, criada para pressionar a então presidente Dilma Rousseff. As informações são do jornal O Globo.

No vídeo divulgado, Damares aparece de camiseta branca e com as mãos sujas de tinta vermelha, representando sangue. Ela ainda passa as mãos na roupa, que também ficam sujas de vermelho. A campanha foi publicada no Facebook em 2013 e, no texto, dizia que “o Brasil está a um passo da legalização do aborto” e ainda pedia o veto de Dilma: “Urge a sua manifestação de forma contundente para que o chefe desta nação vete todos os artigos desta infame artimanha que põe em risco o direito mais elementar do ser humano: a vida”.

A atual ministra foi contra a aprovação do Projeto de Lei Complementar 3/2013, que determina o atendimento obrigatório imediato a vítimas de violência sexual no Sistema Único de Saúde (SUS). Entre várias medidas, o projeto incluía a “profilaxia da gravidez”, como a distribuição de pílula do dia seguinte, além de informações sobre serviços e apoio psicológico.

Não quero sangue inocente em minhas mãos! Dra. Damares Alves

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Pacto pela VIDA. #DilmaNãoSancione! Somos contra o PLC 03/2013Assine a Petição Públicahttp://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinar.aspx?pi=P2013N42425Envie sua foto de protesto em nossa página https://www.facebook.com/NaoQueroSangueInocenteEmMinhasMaos

Posted by Não quero sangue inocente em minhas mãos on Monday, July 15, 2013

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?