Esportes

Com hérnia de disco, Diego Costa pode ficar três meses longe dos gramados

Com um histórico de lesões na carreira, o atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa terá que passar mais um tempo longe dos gramados. Nesta quinta-feira, o Atlético de Madrid divulgou que o jogador está sofrendo com uma hérnia de disco e, com isso, pode ficar até três meses afastado para se recuperar.

De acordo com o departamento médico do Atlético de Madrid, que publicou um comunicado oficial no site do clube, o camisa 19 foi submetido a exames nos últimos dias para avaliar as dores apresentadas na região cervical, que constataram o problema mais grave.

“Nos próximos dias, ele será avaliado por especialistas em neurocirurgia para estabelecer o tratamento definitivo”, informou o texto dos médicos do time da capital espanhola.

A opção mais provável, de acordo com as informações divulgadas pelo próprio Atlético de Madrid, é que o jogador seja operado. Se isso acontecer, Diego Costa terá que ficar três meses longe dos gramados, em processo de recuperação.

Nesta temporada, o brasileiro naturalizado espanhol atuou em 15 partidas, marcou dois gols e distribuiu três assistências. O Atlético de Madrid faz boas campanhas no Campeonato Espanhol (em terceiro lugar, atrás de Barcelona e Real Madrid) e na Liga dos Campeões da Europa (segundo no Grupo D, atrás da Juventus).

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago