Esportes

Com gols de promessas, Chelsea bate o Norwich e conquista 1ª vitória no Inglês

Depois de ser goleado pelo Manchester United na estreia e amargar um empate em casa com o Leicester, o Chelsea, enfim, conseguiu vencer no Campeonato Inglês. Liderado pelas suas jovens promessas, o time londrino bateu o Norwich fora de casa por 3 a 2, neste sábado, e reagiu na competição.

Com o primeiro triunfo no torneio, o Chelsea foi a quatro pontos e subiu para a décima posição. O Norwich soma três pontos, conquistados na rodada anterior com o triunfo por 3 a 1 sobre o Newcastle, e ocupa o 13º posto.

Já muito pressionado em seus primeiros jogos no comando do Chelsea, Frank Lampard viu do banco os jovens talentosos Tammy Abraham, de 21 anos, e Mason Mount, de 20, chamarem a responsabilidade e comandarem a equipe na vitória em Norwich, a primeira de Lampard como treinador do clube do qual é ídolo.

O duelo foi equilibrado, com o Norwich conseguindo se impor em vários momentos, especialmente no primeiro tempo, etapa em que, com velocidade e intensidade, os donos da casa criaram dificuldades para o Chelsea. A equipe londrina ficou à frente duas vezes no placar na primeira etapa, mas não conseguiu sustentar a vantagem.

Abraham abriu o marcador aos três minutos com um arremate bonito de primeira, completando cruzamento do espanhol Azpilicueta. Três minutos depois, Cantwell invadiu a área e empatou. Aos 17, Mount recebeu de Pulisic, cortou o marcador e acertou o ângulo para recolocar o Chelsea em vantagem, esta que duraria poucos minutos, já que o finlandês Teemu Pukki balançou as redes aos 31 e devolveu a igualdade.

Na etapa final, os comandados de Lampard se acertaram e passaram a dominar as ações depois que os meias, especialmente Jorginho e Pulisic, começaram a aparecer e deram consistência à equipe. Com o meio de campo ajustado, o Chelsea passou a ter maior posse de bola, trocou mais passes, foi pouco ameaçado e pressionou o rival até marcar novamente.

O gol saiu da vitória saiu aos 21 minutos, com Abraham, que mostrou personalidade. Forte e técnico, o jovem inglês foi acionado por Kovasic, disparou em velocidade, cortou o zagueiro e finalizou cruzado, com estilo, para definir o placar.