Esportes

Com decisões polêmicas do VAR, Santos fica no empate com o Ceará em Barueri

Árbitro anulou gol do Peixe e expulsou jogador do Ceará após recomendação questionável do árbitro de vídeo

Em jogo marcado por intervenções polêmicas do VAR, o Santos empatou por 0 a 0 com o Ceará na noite deste sábado, na Arena Barueri, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O árbitro de vídeo Leone Carvalho Rocha chamou Savio Pereira Sampaio para recomendar a anulação de um gol do Peixe, marcado por Léo Baptistão, e a expulsão do volante Richard, do Ceará. Em ambos os casos, as decisões foram controvertidas.


+ Confira a classificação do Brasileirão e simule os resultados

Com o resultado, o Santos sobe para a quarta colocação na classificação, com 11 pontos ganhos. Na próxima rodada, dia 29, domingo, o Peixe faz o clássico contra o Palmeiras, na Vila Belmiro. Antes, na terça, o time enfrenta o Banfield, da Argentina, na tentativa de confirmar a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O jogo

Empurrado pela torcida que lotou a Arena Barueri, o Santos começou o jogo na pressão. Aos sete minutos, o Peixe reclamou de pênalti em jogada na área. No contra-ataque, Mendoza arrancou pela esquerda, invadiu a área e chutou forte, mas João Paulo salvou o Santos. O VAR chegou a analisar o lance reclamado pelos santistas, mas nada marcou.

O jogo seguiu aberto. Aos 12 minutos, em contra-ataque, Marcos Leonardo avançou pela direita, invadiu a área e chutou para fora. Léo Baptistão e Jhojan Julio, que estavam livres no meio da área, reclamaram. Um minuto depois, Richard apareceu livre na área e soltou a bomba, mas João Paulo fez grande defesa e mandou para escanteio.

O Santos perdeu uma grande chance aos 26 minutos. Vinícius Zanocelo fez grande jogada individual e deu bom passe para Marcos Leonardo, que girou o corpo e chutou à direita do gol de João Ricardo.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o jogo esfriou um pouco e as equipes passaram a tentar chutes de fora da área. O Santos arriscou dois com o volante Vinícius Zanocelo, mas ambos pararam no goleiro João Ricardo.

Santos x Ceará

Madson tenta armar jogada (Foto: Divulgação / Santos)

Segundo tempo de polêmicas

O Santos voltou para o segundo tempo com a mesma formação e a mesma pressão inicial do primeiro tempo. Aos quatro minutos, Léo Baptistão fez boa jogada pela direita e chutou, mas a bola passou por cima do gol. O troco saiu aos seis minutos. Zé Roberto bateu da entrada da área e a bola passou raspando a trave de João Paulo.

Aos sete minutos, o Peixe perdeu a maior chance do jogo. Léo Baptistão recebeu dentro da área, no lado direito, e apenas rolou para Angulo. Livre, praticamente sem goleiro, o atacante chutou por cima do gol.

Aos 11 minutos, o Santos marcou. Zé Roberto perdeu a bola no meio-campo e, na sequência da jogada, Lucas Pires recebeu de Jhojan Julio e cruzou, Léo Baptistão dominou dentro da área e marcou. No entanto, o árbitro foi chamado pelo VAR e anulou a jogada marcando falta de Jhojan Julio no começo da jogada, ainda no meio de campo.

A pressão continuou. Aos 16 minutos, Léo Baptistão recebeu de Madson e chutou forte, mas o goleiro João Ricardo salvou. Durante a jogada, o volante Richard se enroscou com Jhojan Julio na intermediária. O VAR chamou o árbitro, que expulsou o jogador do time cearense.

A pressão aumentou. Aos 32 minutos, Lucas Braga cruzou da direita e Léo Baptistão cabeceou para fora. Com diversas mudanças no time, o Peixe insistiu nos cruzamentos para a área, mas não conseguiu acertar o alvo.

O árbitro chegou a dar nove minutos de acréscimos, mas dessa vez não apareceu o pé de Lucas Barbosa para dar a vitória ao Peixe.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 0 CEARÁ

Data e hora: 21 de junho, às 18h30 (horário de Brasília)
Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Lucas Costa Modesto (DF)
Árbitro de vídeo: Leone Carvalho Rocha (GO)

Público: 25.797
Renda: R$ 1.038.325,00

Cartões amarelos: Jhojan Julio (SAN) e Rodrigo Lindoso (CEA)
Cartões vermelhos: Richard (CEA)

SANTOS: João Paulo; Madson (Lucas Braga, aos 29’/2ºT), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry, aos 34’/2ºT); Jhojan Julio (Ricardo Goulart, aos 25’/2ºT), Léo Baptistão (Lucas Barbosa, aos 34’/2ºT), Angulo (Rwan Seco, aos 25’/2ºT) e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos

CEARÁ: João Ricardo; Michel Macedo (Luiz Otávio, aos 39’/2ºT), Gabriel Lacerda, Messias e Bruno Pacheco; Rodrigo Lindoso, Richard, Lima (Nino Paraíba, aos 31’/2ºT) e Zé Roberto (Cléber, aos 21’/2ºT); Erick (Richardson, aos 21’/2ºT) e Mendoza (Iury Castilho, aos 39’/2ºT). Técnico: Dorival Jr