Geral

Com Covid, casal gasta R$ 22 mil nas Maldivas após seguradora negar cobertura

Crédito: Arquivo pessoal - Reprodução/G1

João Paulo e Ana Paula Toríbio (Crédito: Arquivo pessoal - Reprodução/G1)

Ana Paula Toríbio e o marido, João Paulo, resolveram viajar às Maldivas para comemorar os sete anos de casados e passar a virada do ano. Por conta da pandemia, eles resolveram contratar uma seguradora que, segundo o anúncio, cobria Covid-19. No entanto, ao testar positivo, o casal teve uma surpresa ao ser informado de que a empresa não custearia os gastos com a quarentena. As informações são do G1.


“Estava sentindo apenas um arranhão na garganta, mas nenhum mal-estar. Fomos para a praia, passamos todos os dias aproveitando o sonho que é o lugar. Para minha surpresa, no dia 1º, que seria a véspera da viagem (de volta), eu fui fazer o PCR e foi constatado que estava com Covid”, disse Ana Paula.

Ao contatar a seguradora Assist Card, o casal foi informado, por meio de e-mail, que a empresa só iria reprogramar as passagens de retorno ao Tocantins, estado em que eles residem.

“Tentei ativar o seguro, mas simplesmente falou que era situação de Covid e não cobriria. Eu só comprei o seguro dessa empresa porque tinha bem na frente, bem grande, que cobria as situações de Covid.”

Com isso, Ana Paula e João Paulo terão que gastar mais R$ 22 mil com hospedagem, remédios e alimentação. “Eu tinha comprado para um hotel mais barato e fizeram um upgrade para um hotel mais caro, com a diária bem alta. Pelas regras do hotel nos concederam um valor de diária de 200 dólares por noite da quarentena, o que vai fazer com que seja possível pagar.”

“De certa forma estamos felizes porque não temos sintomas graves, só uma tosse de vez em quando. Agora meu marido também testou positivo e a gente vai ficar aqui até o dia 20”, contou Ana Paula.

O casal afirmou que irá processar a empresa assim que retornar. O G1 entrou em contato com a seguradora Assist Card, mas não obteve retorno.