Geral

Com bate-boca, comissão adia votação da Lei dos Agrotóxicos pela 4ª vez

Crédito: Reprodução / TV Brasil

A comissão especial da Câmara que analisa o projeto de flexibilização da Lei dos Agrotóxicos adiou na quarta-feira (16), pela quarta vez, a votação do relatório apresentado pelo deputado Luiz Nishimori (PR-PR).

O projeto em análise na comissão altera as regras de produção, comercialização e distribuição de agrotóxicos.

Na turbulenta sessão, deputados contrários ao projeto apresentaram uma série de requerimentos, o que estendeu a reunião e fez com que a discussão fosse mais uma vez adiada.

Durante a votação de um dos requerimentos, Ivan Valente (PSOL-SP) e Valdir Colatto (MDB-SC) trocaram xingamentos.

Colatto chamou Ivan Valente de “mentiroso e safado” após o deputado PSOL afirmar que o relatório de Nishimori atende a interesses da indústria de agrotóxicos.

Ivan Valente, então, respondeu Colatto, o chamando de “vagabundo”, que está “ganhando dinheiro”. “Cala a boca, vagabundo!”, acrescentou o parlamentar.

Nishimori apresentou o parecer em 24 de abril. Desde então, quatro sessões da comissão foram convocadas para os deputados discutirem  e votarem o relatório, o que ainda não aconteceu. A próxima sessão será em 29 de maio.