Colorir o prato das crianças é mais do que nutrir

Crédito: Pexels

(Crédito: Pexels)


Falou em colorir o prato da criançada, as mães se descabelam, os pais fogem das refeições e as crianças colocam pra fora todas suas caretas. 

Mas você já deve ter reparado que tudo no universo infantil é muito colorido, os jogos, livros, roupas, brinquedos. Logo, não deveria ser tão difícil colorir o prato da criançada, né?

+ REVELADO! Conheça o guia de alimentação ideal para seu filho!

As cores diferentes nos alimentos significam nutrientes diferentes no prato e no organismo, que precisa alimentar trilhões de células com formações e necessidades diferentes. Os verdes escuros são ricos em ferro, os vermelhos, em licopeno, já os laranjas, em betacaroteno, e por aí vai. 

As cores, principalmente as mais vibrantes como o verde, amarelo, laranja, vermelho, tem uma importância fundamental não só na alimentação mas no desenvolvimento infantil como um todo. A associação das cores a elementos do dia a dia das crianças estimula sua capacidade motora e cognitiva, do raciocínio, da audição, do tato, da fala, do paladar entre outras habilidades. 

O momento das refeições é uma ótima oportunidade dentro da rotina da criança em que ela pode ser apresentada a diversas cores, tonalidades, texturas, formas, aromas e sabores diferentes. É importante perceber que uma refeição não significa apenas nutrientes e a garantia da barriga cheia, estimular uma alimentação variada na infância é ajudar a criança a se desenvolver como indivíduo.

Na live de amanhã, às 18h no meu Instagram, aproveito o Papo de Cozinha para conversar com Aline Padovani, fono que vai nos falar ainda mais sobre a importância de colorir o prato das crianças. É conversa recheada de conteúdo e dicas boas, não vale perder.

+ Conheça agora o guia de alimentação ideal para seu filho

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio


Sobre o autor

Nutricionista, Formada pela USU - Rio de Janeiro em 2003, especializada em alimentação infantil. Trabalha com crianças desde 1999, quando, ainda na faculdade, dava aulas de capoeira. Em 2013 estreou como apresentadora no canal GNT dos programas Socorro! Meu Filho Come Mal, Cozinha Colorida da Kapim e, em 2018, o Socorro! Meus Pais Comem Mal. Autora de 2 livros, homônimos dos programas, um deles com mais de 60 receitas para a família toda colocar a mão na massa. Kapim é mãe de dois adolescentes muito legais e que comem superbem, Sofia (15) e Antonio (13). Nesses mais de 20 anos trabalhando com crianças, já ajudou a transformar e melhorar os hábitos alimentares de milhares de famílias, sempre buscando uma conexão saudável entre todas as partes envolvidas: pais, filhos e o alimento.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.