Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou nesta quinta-feira, 27, em 3,5% a meta de inflação a ser perseguida pelo Banco Central em 2022. A margem de tolerância para cumprimento da meta será de 1,5 ponto porcentual, para mais ou para menos (inflação entre 2,00% e 5,00%).

A decisão sobre o parâmetro de 2022 segue o padrão adotado nos últimos anos, em que as metas têm caído 0,25 ponto porcentual a cada ano. A meta de 2019 é de 4,25%; a de 2020, de 4%; e a de 2021, de 3,75%. Em todos os casos a margem de tolerância é de 1,5 ponto porcentual.