ISTOÉ Gente

Claudia Raia diz que quase namorou Faustão e lamenta apoio a Collor

Crédito: Reprodução/Instagram

No último domingo (8), Claudia Raia deu uma entrevista ao ‘Fantástico’ e falou sobre a sua trajetória profissional, conquistas, arrependimentos e romances.

Em seu livro de memórias ‘Sempre Raia: Um Novo Dia’, a atriz relembrou os seus amores que se tornaram lendários. Um romance curioso foi com Fausto Silva, que, segundo ela, quase virou namorado.

“Rolou isso mesmo, lá em 1990, 1991. Teve todo esse movimento, esse empenho. Teve uma tentativa dele de romance [por parte do Faustão]. Acabou não acontecendo, e acabou virando uma grande amizade e nunca mais nos desgrudamos”, disse.

Claudia também comentou sobre o seu relacionamento com Jô Soares e o descreveu como um “anjo” e “meu primeiro grande amor”. “O Jô foi meu primeiro grande amor. Ele salvou minha vida, porque eu tinha uma pinta no joelho que era um melanoma cancerígeno. Ele que viu e me levou ao médico. É uma pessoa que tenho um enorme respeito, um anjo que caiu na minha vida.”

Sobre o seu conturbado casamento com o atual deputado federal Alexandre Frota (PSDB), Claudia reconhece que ele não era o homem da sua vida.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

“Nunca traí Alexandre, nunca fiz nada para destruir meu casamento. Ao contrário, sempre acreditei na nossa união e sonhava em reproduzir o modelo dos meus pais, tanto que fiz questão de um véu gigante e uma festa pomposa, exatamente para imitar o casamento de minha mãe, que tinha parado a cidade de Campinas. Eu queria um casamento feliz, amoroso, com filhos, do tipo ‘até que a morte os separe’. Mas Alexandre era um mulherengo compulsivo, e eu estava cansada de ouvir alertas de amigos e amigas sobre suas traições”, conta Claudia em trecho do livro.

Outro assunto espinhoso que Claudia Raia relata na biografia é o apoio dado ao ex-presidente Fernando Collor de Mello, que sofreu impeachment em 1992.

“Fiz campanha para ele, desde quando era deputado. E paguei caro por isso”, desabafou a atriz. “Eu fui acusada de ter Aids, porque alguém fez uma piada que o Collor ele estava magro, e falavam que eu tinha um relacionamento com ele. Tive que ser capa de revista com meu exame de HIV, coisas impossíveis por causa de estar no momento errado com a pessoa errada.”

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica