Mundo

Cidade do Equador construirá dois cemitérios para vítimas da Covid-19

Crédito: AFP

Funcionários com trajes especiais carregam o caixão de uma pessoa, supostamente morta por COVID-19, em um cemitério de Guayaquil, Equador, 1º de abril de 2020 (Crédito: AFP)

Dois novos cemitérios serão construídos em Guayaquil, no Equador, para enterrar as vítimas da Covid-19 na cidade. De acordo com a prefeita Cynthia Viteri, somados os dois locais terão 12 hectares e cerca de 12 mil sepulturas. As informações são das agências EFE e AFP.

Veja também

+ Estudo de DNA revela novos segredos dos Manuscritos do Mar Morto
+ Aves mudam comportamento durante quarentena na Nova Zelândia
+ SUV cupê? Conheça a verdadeira “origem” do VW Nivus e outros modelos
+ Veja como é a esteira de R$ 44 mil que o governo pretende comprar
+ Assista: dois grandes tubarões rondam surfistas e piloto de drone evacua line up
+ VW Nivus: confira a galeria completa de fotos
+ Cadillac Escalade ESV de Tom Brady está à venda

“Ambos serão gratuitos e serão em homenagem àqueles que morreram durante esta tragédia para que todos os seus entes queridos possam homenageá-los”, afirmou a prefeita em um vídeo divulgado nas redes sociais.

No sábado (4), o vice-presidente do Equador, Otto Sonnenholzner, pediu desculpas pelas imagens de mortos pelas ruas e residências da cidade de Guayaquil (sudoeste), a mais atingida pela pandemia do novo coronavírus no país.

LEIA TAMBÉM: Em colapso, Equador usa caixões de papelão para mortos por coronavírus

No meio da semana, militares e policiais retiraram 150 corpos que jaziam em casas de Guayaquil, depois do caos que varreu a cidade pela pandemia de coronavírus e dificultou o transporte dos cadáveres por diferentes motivos.

Por meio de seu perfil oficial no Twitter, o presidente equatoriano, Lenín Moreno, indicou que “a partir de hoje, parentes do falecido poderão conferir no site ‘Coronavírus Ecuador’ em que cemitério estão os restos mortais”.