Istoé em Tóquio

Ciclista mexicana desiste de competir em Tóquio devido a problema administrativo

Ciclista mexicana desiste de competir em Tóquio devido a problema administrativo

Ciclista mexicana desiste de competir em Tóquio devido a problema administrativo (Foto: Fabrice COFFRINI/AFP)


Jessica Salazar, uma ciclista mexicana especializada em velocidade em pista, desistiu de participar da prova Omnium dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, depois que o Comitê Olímpico Mexicano (COM) a anunciou em sua lista final de vagas olímpicas sem fazer uma notificação oficial.

Organizadores pedem que torcedores não compareçam a eventos de ciclismo e triatlo na Olimpíada

Jogos de Tóquio: seleção de ciclismo mountain bike é definida

Casos de Covid-19 nos Jogos Olímpicos sobe para 91

“Rejeito formalmente a indicação para participar dos Jogos Olímpicos na prova Omnium, pois vai contra minha ética e meus valores como atleta e como pessoa”, relatou Salazar na noite de quarta-feira em um vídeo que postou em suas redes.

“Caso participasse, seria o equivalente a fazer Usain Bolt correr uma maratona”, comentou Salazar ao explicar que a alteração arbitrária da prova não é viável.

A ciclista esclareceu que foi na terça-feira que tomou conhecimento da inclusão de seu nome na delegação mexicana por meio das redes sociais do COM e que no momento de sua desistência não havia recebido nenhuma notificação oficial e nem havia sido convocada.

Salazar, de 25 anos, é a atual vice-campeã mundial de velocidade em pista, detém o atual recorde mundial, recebeu o mais recente Prêmio Nacional do Esporte no México e é multimedalhista nos Jogos Pan-Americanos, Centro-Americanos e Caribenhos.

Apesar desses méritos, em junho o COM a notificou que não seria titular na prova de velocidade em Tóquio-2020 “devido a critérios de seleção pouco claros pela Federação Mexicana de Ciclismo”, conforme detalhado em seu vídeo.

Originalmente Victoria Velasco, atleta juvenil de 18 anos, foi registrada pela Federação Mexicana de Ciclismo para a prova Omnium.

Na terça-feira, tanto Velasco no Omnium quanto Yareli Acevedo (19 anos) na prova de velocidade foram excluídas da lista do COM por não atenderem aos requisitos de pontuação da Union Cycliste Internationale (UCI) e mesmo assim terem sido registradas pela Federação Mexicana de Ciclismo.

Diante da desistência de Acevedo, o COM incluiu Salazar na prova Omnium de forma emergencial.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais

Tópicos

2020 2021 ciclismo MEX Oly