Esportes

Ciclismo – Francês Julian Alaphilippe é o campeão mundial de 2020

Alaphilippe vence a prova de estrada na competição realizada na Itália e põe fim a jejum de 23 anos sem título mundial para a França. Wout Van Aert, (vice no contrarrelógio) é o 2º

Ciclismo – Francês Julian Alaphilippe é o campeão mundial de 2020

Julian Alaphilippe é novo campeão mundial de ciclismo. Neste domingo, na prova de estrada da competição, que neste ano de 2020 foi realizada na região do autódromo de Ímola, na Itália, o francês, que defende a equipe Quick-Step, atacou no fim da última subida e chegou com o tempo de 6h38min34s. Em segundo lugar, 24s atrás, chegou o belga Wout Van Aert. Este ciclista também sai do Mundial em alta, já que também foi vice-campeão do contrarrelógio (leia mais abaixo).

Julian Alaphilippe

Alaphilippe, já com a camisa arco-íris de campeão mundial (que usará até  o próximo mundial, em 2021)  se prepara para subir ao pódio (AFP)

O terceiro lugar foi de Marc Hirschi. O suíço superou por apenas um pneu o campeão de 2014, o polonês Michal Kwiatkowski. Em quinto, fechando o pelotão que tentou se aproximar de Alaphilippe, chegou o esloveno Primoz Roglic, o vice-campeão do Tour de France encerrado no domingo passado.
O triunfo de Alaphilippe é o primeiro de um ciclista francês em Mundial nos últimos 23 anos. Desde Laurent Brochard em 1997 que o país, o terceiro maior vencedor do Mundial, estava em jejum (a Bélgica é o país com mais triunfos, 26; Itália, 19; e França, 10, aparecem a seguir).

A prova

A prova contou com todos os ciclistas que ficaram nos primeiros lugares na Volta da França-2020, incluindo o campeão Tadej Pogacar. O esloveno puxou uma fuga na penúltima das subidas na Cima Gallisterina (11% de inclinação) e desceu rumo ao circuito de Ímola abrindo 20s. Porém, no início da última subida, foi alcançado e começou a ficar para trás. A partir daí, os 25km finais foram de revezamento na liderança envolvendo dezenas de ciclistas. Porém, no quilômetro final da subida, o francês Julian Alaphilippe iniciou um ataque e escapou sozinho, acelerando na estrada em descida que levava ao autódromo de Ímola. O astro do ciclismo francês (vice-campeão do Tour de France em 2019 e vencedor de diversas clássicas) manteve a vantagem entre 11 e 15s até entrar no autódromo para celebrar a sua vitória.

Após cruzar a chegada, Alaphilippe caiu no choro, emocionado com a vitória que chega três meses após a morte de seu pai.

Julian Alaphilippe é ciclista da equipe Quick Step, mas é importante ressaltar que no Campeonato Mundial a vitória não é creditada para a equipe, mas para o país: trata-de se uma competição ao estilo de uma Copa do Mundo do futebol e não uma Liga dos Campeões.

Como foi o Mundial
Eis os principais resultados:

Estrada masculino

1 – Julian Alaphilippe (França) – 6h38m34s
2 – Wout Van Aert (Bélgica) + 24s
3 – Marc Hirschi (Suíça) + 24s
4 – Michal Kwiatkowski (Polônia) + 24s
5 – Primoz Roglic (Eslovênia) + 24s

Contrarrelógio masculino
1 – Filippo Ganna (Itália) – 35m54s
2 – Wout Van Aert (Bélgica) + 26s7
3 – Stefan Kung (Suíça0 29s9
4 – Thomas Geraint (Grã Bretanha) + 37s
5 – Rohan Dennis (Austrália) + 39s7

Estrada feminino

1 – Anna van der Breggen (Holanda) 4h09m57s
2 – Annemiek van Vleuten (Holanda) + 1m20s
3 – Elisa Longo Borghini (Itália) + 1m20s
4 – Marianne Vos (Holanda) + 2m01s
5 – Liane Lippert (Alemanha) + 2m01s

Contrarrelógio feminino

1 – Anna van der Breggen (Holanda) 40m20s
2 – Marlen Reusser (Suíça) + 15s
3 – Ellen Dijk (Holanda)+ 31s
4 – Lisa Brennauer (Alemanha) + 45s1
5 – Grace Brown (Austrália) + 1m01s

Obs: Nesta prova de contrarrelógio, realizada na quinta-feira, a americana Chloe Dygert sofreu um grave acidente ao se chocar numa grade de proteção e cair num pequeno barranco. Ela, campeã mundial de contrarrelógio em 2019 e favorita ao bi, teve lacerações na perna e no joelho esquerdos, fez cirurgias e só retornará em 2021.

O que vem por aí: Giro da Itália

No próximo domingo terá início do segundo grand tour da temporada, o Giro da Itália. O italiano Vicenzo Nibali, grande astro do ciclismo que declinou de disputar o Tour de France-2020 para poupar-se para a competição em seu país, é um dos principais favoritos ao lado do britânico Geraint Thomas , que não foi escalado pela sua equipe (Ineos) para o Tour de France.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Vídeo do TikTok com mulher sendo empurrada de ônibus viraliza; veja

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar