Esportes

Christian Eriksen pode voltar ao clube que o projetou no futebol

Meia que sofreu um mal súbito na Eurocopa deve deixar a Inter de Milão e pode voltar ao Ajax por conta da flexibilidade em atuar com o desfibrilador cardíaco na Holanda

Christian Eriksen pode voltar ao clube que o projetou no futebol

O meia Christian Eriksen pode deixar a Inter de Milão na janela de transferências de janeiro e voltar ao Ajax, segundo o “Corriere dello Sport”. O atleta, que passou a conviver com um desfibrilador cardíaco após sofrer um mal súbito na Eurocopa, vê chances remotar de atuar no futebol italiano.

No País da Bota, há um protocolo sanitário que proíbe a atuação de atletas que possuem um desfibrilador cardíaco em esportes de contato. A camisa 23 poderia ter uma nova chance na Inter de Milão caso o aparelho fosse retirado, o que é improvável neste momento.

> Veja a tabela da Champions League

Já na Holanda, as regras são mais flexíveis e há uma permissão para que atletas profissionais possam atuar com o uso do equipamento cardíaco. Neste momento, o dinamarquês segue sob supervisão médica e deve discutir seu futuro em Milão nos próximos meses.

A saída de Eriksen não é vista como algo negativo pelos dirigentes italianos. Embora a transferência possa não gerar nenhum ganho capital para o clube nerrazzurri, a Inter de Milão deixaria de arcar com o salário de 7,5 milhões de euros (R$ 49 milhões) por ano.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua