Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Responsável por interpretar Mr. Big na série “Sex and The City“, Chris Noth foi acusado de assédio sexual por duas mulheres. Segundo informações do The Hollywood Reporter, Zoe, de 40 anos, e Lily, de 31, receberam investidas do ator. Na época da ocorrência, Zoe tinha 25 anos.

A Fazenda: ‘Muito honrada’, diz Adriane Galisteu sobre ter apresentado o reality

Luciana Gimenez mostra abdômen definido aos 51 anos

Com Zoe os assédios começaram quando ela trabalhava em uma empresa que lidava com celebridades. “Ele passava pela minha mesa e flertava comigo. De alguma forma, conseguiu meu número de telefone e deixava mensagens. Minha chefe reagia assim: ‘Mr. Big está deixando mensagens na sua caixa postal'”, começou. Depois, Chris teria convidado-a para ir na piscina de seu prédio com alguns amigos, e tentado beijá-la. No começo, Zoe correspondeu, mas pediu que ele parasse segundos depois.

O ator teria a empurrado para uma cama e trado seu short, estuprando-a. “Doeu muito e eu gritei: ‘Pare!’. Ele não parou. Eu falei: ‘Você pode ao menos pegar uma camisinha?’. E ele riu de mim”, completou Zoe. Depois, a profissional foi para o hospital. “Eu tive que levar pontos. Dois policiais vieram tomar meu depoimento, mas eu não contei quem era. Eles me deram um panfleto de terapia e alguns remédios”, completou.

Com Lily, foi um pouco diferente. Ela trabalhava como garçonete da área VIP de um clube em Nova Iorque em 2015. “Ele estava dando em cima de mim e, claro, eu estava me sentindo lisonjeada. Eu sabia que ele era casado, é vergonhoso eu admitir isso”, começou. Depois de conversarem, Chris teria chamado Lily para um jantar. “Ele tentava me beijar e eu estava sendo cautelosa. Ele era mais velho. Ele ficou tentando, tentando… Eu deveria ter sido mais assertiva ao recusar e ido embora. Quando me dei conta, ele tirou a calça e estava na minha frente. Ele enfiou o pênis na minha boca”, contou ela, ressaltando que ele estava sob efeito de bebidas alcóolicas. “Eu estava chorando enquanto isso acontecia. Me senti violada”, completou.

Chris Noth negou as acusações quando procurado pelo The Hollywood Reporter. “As acusações contra mim feitas por pessoas que conheci anos, até décadas atrás, são categoricamente falsas. Essas histórias poderiam ter sido de 30 anos ou 30 dias atrás, mas essa é uma linha que eu não cruzei. Os encontros foram consensuais. É difícil não questionar o momento em que essas histórias foram lançadas. Não sei ao certo por que estão surgindo agora, mas de uma coisa eu sei: eu não abusei dessas mulheres.”