Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

PEQUIM, 6 AGO (ANSA) – O Ministério da Defesa de Taiwan disse neste sábado (6) que a China simulou ataques contra a ilha no terceiro dia de exercícios militares na região.   

De acordo com o governo taiwanês, aviões e navios de guerra chineses atravessaram a linha mediana do Estreito de Taiwan, em uma aparente simulação de ataque contra a capital Taipei.   

O Exército de Taiwan respondeu com alarmes de rádio e o envio de patrulhas aéreas e navios militares, além de ter deslocado sistemas de mísseis terrestres.   

Os exercícios realizados pela China são uma resposta à visita da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, à ilha, entre 2 e 3 de agosto.   

Segundo Pequim, a missão da democrata foi um “encorajamento” para os que defendem a independência de Taiwan e uma violação dos EUA à política da “China Única”.   

A Casa Branca diz que não se envolveu na viagem, mas o governo chinês, que já falou várias vezes em “reunificar Taiwan”, suspendeu uma série de cooperações bilaterais com os Estados Unidos. (ANSA).