Mundo

China quer reduzir número de abortos sem justificativa médica


PEQUIM, 27 SET (ANSA) – A China publicou novas diretrizes de saúde nesta segunda-feira (27) para reduzir quantidade de abortos “sem justificativas médicas” no país. A medida entra no âmbito das políticas públicas do governo para tentar incentivar as famílias a terem mais filhos e a acelerar o crescimento da taxa de natalidade.   

O pacote de medidas, que já está em vigor, visa “melhorar a saúde reprodutiva da mulher” e “promover exames pré-matrimoniais, balanços de saúde pré-gravidez e reduzir os abortos que não são necessários medicamente”. No entanto, não foram divulgados mais detalhes ou proibições.   

Essa é a segunda grande orientação desde 2018 sobre o tema, quando a China anunciou que faria um controle rígido de um dos efeitos da política do filho único, que foi abolida em 2016, que era a de que os casais faziam abortos ao saberem que teriam filhas.   

O governo chinês está bastante preocupado com a desaceleração da taxa de natalidade. No fim de 2020, a China tinha uma taxa de 1,3 filho por mulher, o que está bem abaixo do que é desejado pelas autoridades para manter a população em números estáveis, que é de 2,1 filhos por mulher.   

Por conta disso, atualmente, o governo autoriza e incentiva que as famílias tenham até três filhos. (ANSA).   

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio