Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A incorporadora chinesa Shimao Group perdeu o prazo para realizar o pagamento de uma dívida emitida pela companhia e listada na Bolsa de Valores de Cingapura. O valor do principal e dos juros acumulados totalizam US$ 1 bilhão e venceram no último domingo, dia 3.

Em comunicado, a empresa ainda destaca que não efetuou pagamentos de principal de outras offshores e vem mantendo uma discussão contínua com os credores para chegar a “soluções amigáveis”. “Se o Grupo não conseguir chegar a resoluções consensuais com relação a tal dívida, os credores podem ter o direito de exigir aceleração do reembolso ou tomar medidas de execução contra o grupo”, diz o texto.

Segundo o documento, a companhia não recebeu nenhum aviso de aceleração de reembolso de seus credores, que, segundo o texto, expressaram que “estão apoiando a empresa a continuar explorando a possibilidade de um acordo e implementação de uma potencial reestruturação com suas partes interessadas”.

A negociação das ações da companhia está suspensa desde o dia 1º de abril de 2022. “Devido às mudanças significativas do setor imobiliário na China desde o segundo semestre de 2021 e o impacto da covid-19, o grupo experimentou uma queda em suas vendas nos últimos meses, que deve continuar no curto prazo até que o setor imobiliário na China se estabilize”, destaca.