Mundo

China ameaça dar “resposta apropriada” a sanções dos EUA contra meios de comunicação

China ameaça dar “resposta apropriada” a sanções dos EUA contra meios de comunicação

Bandeiras da China e dos Estados Unidos diante de prédio comercial em Pequim - AFP

A China ameaçou nesta terça-feira dar uma “resposta apropriada” à decisão dos Estados Unidos de classificar quatro meios de comunicação chineses como missões diplomáticas estrangeiras, acusadas de atuar como “canais de propaganda”.

“Isto expõe a todos a hipocrisia da suposta liberdade de expressão e de imprensa que os Estados Unidos gostam de exibir”, declarou o porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Zhao Lijian.

“Pedimos aos Estados Unidos que rejeitem esta mentalidade de guerra fria e de viés ideológico. Em caso contrário, a China não terá opção a não ser dar uma resposta apropriada à medida”, completou o porta-voz.

O Departamento de Estado anunciou na segunda-feira que a China Central Television e a China News Service, assim como os jornais People’s Daily e Global Times, passariam a ser considerados missões estrangeiras ao invés de meios de comunicação nos Estados Unidos.

Estas empresas se unem a outras cinco, também de origem chinesa, que foram reclassificadas da mesma maneira em fevereiro.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Com a mudança de classificação, estas organizações terão que informar os detalhes de sua lista de funcionários nos Estados Unidos e também sobre as transações imobiliárias a este Departamento do governo americano.

A produção de notícias, no entanto, não será, objeto de restrições, de acordo com funcionários do Departamento de Estado.

No fim de fevereiro, três jornalistas do Wall Street Journal foram expulsos da China em represália pelo título de um artigo publicado no jornal americano e que foi considerado racista por Pequim.

Washington respondeu com a redução do número de chineses autorizados a trabalhar para os meios de comunicação estatais da China nos Estados Unidos.

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Veja os lugares inusitados onde famosos já fizeram sexo
+ Como saber se um pisciano está apaixonado por você? Descubra como Peixes reage ao amor!
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago