Em Cartaz

Chico César e os inumeráveis

Crédito: Divulgação

Em vez de números, nomes. Em vez de estatísticas, histórias de vida. A canção “Inumeráveis”, composta pelo poeta cearense Bráulio Bessa e cantada por Chico César (foto), nasceu a partir dos dados do memorial homônimo criado para lembrar que as vítimas do coronavírus eram pessoas, não apenas barras de um gráfico. “Andre Cavalcante era professor/ amigo de todos e pai do Pedrinho / Se números frios não tocam a gente / Espero que nomes consigam tocar”, diz a letra, que cita 25 mortos.