Esportes

Chelsea volta a superar o Tottenham e avança à decisão da Copa da Liga Inglesa

O Chelsea é o primeiro finalista da Copa da Liga Inglesa. A equipe levou a melhor nos dois confrontos contra o Tottenham e vai buscar o título que não conquista desde 2015. A vaga na decisão veio com triunfo por 1 a 0 no Tottenham Hotspur Stadium, nesta quarta-feira. O rival sai do encontro entre Liverpool e Arsenal, que fazem o primeiro jogo nesta quinta-feira, em Anfield.

A Copa da Liga Inglesa desta temporada acabará com a hegemonia do Manchester City de Pep Guardiola, campeão nas últimas quatro edições, mas que não conseguiu ir além das oitavas de final. Depois de 0 a 0 com o West Ham, levou 5 a 4 nas penalidades.


Com enorme vantagem de 2 a 0 do jogo de ida, há uma semana, o Chelsea entrou em campo com sua força máxima e Lukaku entre os titulares, provando que a paz está selada de vez entre o atacante e o técnico Thomas Tuchel.

Depois de dar descanso para algumas peças no fim de semana, o treinador mostrou que voltará a usar um esquema com dois goleadores. Além do retorno de Mason Mount no meio, Lukaku estava ao lado de Timo Werner na frente.

A ideia do treinador era fazer um gol rápido no confronto de volta para deixar a vaga na final bastante encaminhada. E o Chelsea iniciou o jogo com domínio da bola e se impondo. Com somente 17 minutos, os Blues tiraram o zero do placar. Cobrança de escanteio e o zagueiro Rüdiger sobe, de costas, e supera o goleiro. Ele ainda quase fez outro em lance repetido.

O Tottenham demorou a entrar no jogo, mas podia ir para o vestiário com empate. Kane perdeu boa chance ao parar no goleiro, cara a cara. O VAR ainda anulou um pênalti de Rüdiger antes do intervalo, para bronca da torcida local.

No segundo tempo, o Chelsea optou por administrar a imensa vantagem de 3 a 0 no agregado e aceitou a pressão do Tottenham. Há 15 partidas na competição que a equipe não sofria uma virada após abrir a etapa final em vantagem. Apesar da pressão, nada de gol de honra dos mandantes.

Na reta final, a partida ficou paralisada por alguns minutos para atendimento de um torcedor que passou mal nas arquibancadas. Tudo restabelecido, a bola voltou a rolar. Mas o retorno serviu apenas para o Chelsea se defender e fazer o tempo passar para festejar a vaga.