Mundo

Chegada de imigrantes à Itália volta a crescer em janeiro

BRUXELAS, 13 FEV (ANSA) – O número de imigrantes ilegais que desembarcaram na Itália durante janeiro aumentou para mais de 4,8 mil, o dobro do registrado no mês anterior, informou a Agência Europeia de Guarda de Fronteira e Costeira (Frontex) nesta terça-feira (13).   

De acordo com o relatório, os números de janeiro de 2018 estão aproximadamente iguais aos obtidos na mesma data em 2017.   

Ainda conforme o relatório, a maior parte dos deslocados que chegaram ao país por meio do Mar Mediterrâneo central é eritreus, seguidos pelos paquistaneses e tunisianos. Além disso, nos últimos meses, a Frontex notou um aumento no número de líbios.   

No total, em janeiro, 8.300 chegadas de imigrantes foram interceptadas nas quatro rotas principais para a União Europeia (UE), uma queda de 7% em relação ao ano anterior.   

A chegada em massa de imigrantes ao litoral italiano tem aumentado cada vez mais a tensão devido à dificuldade em acolher todas essas pessoas no país. Recentemente, após a assinatura de uma série de acordos com a Líbia, principal porta de saída dos deslocados na África para a Itália, o país da bota havia conseguido registra uma grande queda no número de imigrantes recebidos. (ANSA)