Chega! Nossos filhos vão morrer. Cadeia para essa gente é o mínimo

Chega! Nossos filhos vão morrer. Cadeia para essa gente é o mínimo

Eis o país desgovernado por Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, e Marcelo Queiroz, digo QueirogaQueiroz é o miliciano que entupiu a conta da primeira-dama com 90 mil reais em ‘micheques’ -, em meio a pandemia do novo coronavírus e a nova variante ômicron:

Oficialmente, 620 mil mortos e 22 milhões de casos. O maior número de óbitos no mundo, em 2021, por covid. O terceiro país com mais óbitos semanais atualmente. Menos de 50% da população imunizada com duas doses. Com 3% da população mundial, temos incríveis 12% das mortes totais no planeta.

Nunca tivemos uma campanha oficial de esclarecimento e conscientização da população. Nunca tivemos uma política pública de combate à doença. O PNI – Programa Nacional de Imunização está há cinco meses sem chefe. Mais de 25% da população ainda não tomou nenhuma dose de vacina.

O presidente já trocou três ministros da Saúde. Investiu ao máximo em mentiras, fake news e charlatanismo. Incentivou e promoveu aglomerações. Demonizou o uso de máscaras e o distanciamento social. Fez propaganda e receitou remédios ineficazes contra a doença.

O Ministério da Saúde receitou cloroquina para bebês com febre. Deixou faltar oxigênio em Manaus e fez experiências com medicamentos em doentes terminais, sem autorização das famílias. Atrasou a compra e a distribuição das vacinas. E ainda vem falar que ‘não há urgência’ porque morrem poucas crianças.

Já suspenderam a vacinação dos adolescentes por causa de fofocas de WhatsApp. Não conseguem garantir a segurança do sistema de informática do Ministério da Saúde. Mas o ministro sabe, como ninguém, mostrar o dedo do meio para os brasileiros.

ASSASSINOS POTENCIAIS

Agora querem por querem impedir a vacinação de nossas crianças. Ainda não compraram as vacinas que a Pfizer já disse ter prontas para entrega. Pretendem fazer uma audiência pública e exigir atestado médico. Fazem tudo o que podem e não podem para atrapalhar.

São obscurantistas, negacionistas, homicidas, assassinos em potencial, cruéis. Querem matar nossos filhos? Inventam o que a ciência e os fatos desmentem. Só nos EUA, mais de 5 milhões de crianças já se vacinaram de forma totalmente segura. Foram 7.5 milhões de doses aplicadas e nenhum efeito colateral grave.

Dizem que a vacina pediátrica é experimental e emergencial, mas é outra mentira. Já está aprovada no mundo, e também aqui no Brasil, pela própria ANVISA. E para uso contínuo, e não emergencial coisa nenhuma. Cretinos, mentirosos, safados.

Colocam em dúvida uma droga testada, aprovada e referendada por todos os órgãos competentes, mas ao mesmo tempo receitam cloroquina e ivermectina até para as emas. Além, claro, para bebês e idosos. Afinal, se morrer, morreu. ‘E daí?’

O Brasil é o segundo país que mais registrou mortes de crianças e adolescentes por covid no mundo! A doença já é a principal causa de óbitos naturais nessa faixa de idade no País. Foram mais de 1.1 mil enterros de pequenos brasileiros desde o ano passado.

Além da ANVISA, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva, a Sociedade Brasileira de Pneumologia, a Sociedade Brasileira de Infectologia, a Sociedade Brasileira de Imunologia, a Sociedade Brasileira de Pediatria (!!) e a Sociedade Brasileira de Imunizações aprovaram a vacina pediátrica da Pfizer.

Até mesmo uma tal ‘Câmara Técnica de Assessoramento de Imunização da Covid’, uma estrovenga qualquer inventada pelo desgoverno Bolsonaro para atrapalhar mais um pouco, deu parecer unânime favorável à imunização da criançada.

Todos aprovaram e indicaram o início imediato da vacinação de nossas crianças. Mas Bolsonaro e Queiroga se imaginam melhores. Os maníacos do tratamento precoce, os devotos da cloroquina, os psicopatas homicidas obscurantistas não querem e pronto.

Malditos, vagabundos, safados. Deveriam estar presos, mas estão disseminando vírus. E maldizendo servidores públicos, tentando, com práticas fascistas, atirar seus fanáticos contra eles, colocando em risco a vida de quem tenta ajudar a população. Cadeia é pouco para essa gente.






Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.