Mundo

Chefe do Executivo da UE cogita vacinação obrigatória


BRUXELAS, 1 DEZ (ANSA) – A presidente do poder Executivo da União Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou nesta quarta-feira (1º) que os países do bloco precisam discutir uma eventual obrigatoriedade na vacinação contra a Covid-19, medida que será implantada pela Áustria em fevereiro e que está em estudo na Alemanha.   

“Até dois ou três anos atrás, jamais teria pensado que veria o que estamos vendo agora”, disse a mandatária da Comissão Europeia durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas.   

“Temos uma pandemia em curso, temos vacinas que salvam vidas e não são utilizadas adequadamente em todos os lugares, e isso tem um custo sanitário enorme”, acrescentou.   

De acordo com Von der Leyen, a “grande maioria” da população pode se imunizar. “Então é compreensível e oportuno ter agora um debate sobre como pensar em introduzir a obrigatoriedade na vacinação”, acrescentou.   

Von der Leyen, no entanto, fez a ressalva de que esse assunto é de competência de cada Estado-membro.   

Segundo o portal Our World in Data, 67,17% da população da UE está totalmente vacinada contra a Covid-19, mas os índices são desiguais entre os membros: enquanto Portugal lidera o ranking com 87,78%, países como Eslováquia, Romênia e Bulgária têm menos de 50%. (ANSA).   


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua