Esportes

Chapecoense rescinde com goleiro acusado de ferir a ex-namorada com faca

Crédito: Divulgação

Ivan Soares, goleiro da Chapecoense (Crédito: Divulgação)

A Chapecoense anunciou a rescisão do contrato do goleiro Ivan, de 35 anos, acusado de roubar o celular e ferir a ex-namorada com uma faca. O contrato do atleta, contratado no ano passado, terminaria em dezembro de 2019. As informações são do UOL Esporte.

“A Associação Chapecoense de Futebol comunica, oficialmente, o desligamento do goleiro Ivan dos quadros do clube”, divulgou o clube, sem dar mais detalhes, em comunicado.

Gilsivan Soares da Silva, que usa o nome profissional de Ivan Soares, é acusado pela polícia de Espinosa (MG) de agredir a ex-namorada após uma discussão. De acordo com policiais, o atleta estava inconformado com o término do relacionamento, foi até o local em busca de reconciliação, mas não teve sucesso.

Ivan, então, tentou entrar no celular da mulher para ler as informações, não conseguiu, a ameaçou com uma faca e acabou ferindo a ex no pé. Ela foi levada a um hospital da região e uma fratura na falange proximal do pé esquerdo foi constatada. Ivan está foragido e continua procurado pela Polícia Civil de Minas Gerais.