Geral

Caso Lázaro: Polícia investiga se mulher assassinada sofreu abuso sexual

Crédito: Arquivo pessoal

Caso Lázaro: Polícia investiga se mulher assassinada sofreu abuso sexual (Crédito: Arquivo pessoal)


O laudo da morte da família assassinada por Lázaro Barbosa, em Ceilândia (DF), no último dia 9, aponta que Cleonice Marques, de 43 anos, foi morta com um tiro no crânio, após ser sequestrada. De acordo com o delegado Raphael Seixas, responsável pela investigação da chacina, o laudo mostra ainda “indícios de violência sexual“. As informações são do G1.

Fazendeiro suspeito de ajudar Lázaro pede para ser solto

DNA de Lázaro Barbosa é coletado para ajudar em investigações de outros crimes

IML libera sepultamento, mas família não vai buscar corpo de Lázaro Barbosa

Segundo o laudo, Cleonice também teve uma orelha cortada, “possivelmente enquanto ainda estava viva”. Até o próximo dia 2, o resultado de outro exame deve confirmar se a mulher foi vítima de estupro.  O corpo dela foi encontrado no dia 12 de junho à beira de um córrego.

Além de Cleonice, também foram mortos o marido dela, Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Conforme o delegado, uma das linhas de investigação do caso apura se mais alguém participou do assassinato da família, por interesses imobiliários, uma vez que familiares também foram assaltados no dia 17 de maio. O inquérito está em segredo de Justiça.

Seixas informou ainda que a morte de Lázaro Barbosa prejudicou as investigações do caso. “Para a investigação, era interessante que ele fosse preso e falasse no interrogatório”, disse o delegado. “Tem situações, detalhes, que só ele poderia dizer”, complementou.

Para o delegado, seria fundamental saber a motivação para o crime. “Se foi patrimonial ou não, se foi a mando de alguém, ou não”.

Morte de Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa estava sendo procurado há 20 dias. Uma força-tarefa com mais de 250 agentes foi montada para a captura do criminoso, que foi encontrado na segunda-feira (28) e morreu após a troca de tiros.

O cerco montado para capturar o fugitivo estava concentrado em Cocalzinho de Goiás, no entanto, moradores de Águas Lindas de Goiás, que ficava a 20 km do posto de operações, informaram à polícia de que Lázaro estava na cidade.

Conforme Miranda, o criminoso foi se encontrar com a ex-mulher e a mãe dela. Pouco antes de Lázaro ser localizado, a ex-mulher do fugitivo foi levada para prestar depoimento. “Ele foi se encontrar com elas [ex-mulher e sogra]. A informação é de que ele chegou lá, deve ter se alimentado e quando os policiais chegaram ele tentou fugir”, afirmou.

Após ser baleado, Lázaro foi levado por uma viatura do Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Bom Jesus, mas morreu. O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.



Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio