CES 2022: Samsung renova conceito de projetor com Freestyle

CES 2022: Samsung renova conceito de projetor com Freestyle

A Samsung anunciou hoje durante a CES 2022 o Freestyle. Em essência, o produto é uma nova abordagem do conceito de projetor doméstico e e permite projetar imagens em paredes e telhados. De formato cilíndrico, o Freestyle foi projetado para ser transportado facilmente, acompanhando o dono em viagens, por exemplo.

O Freestyle pesa 830 gramas e vem com bolsa para transporte, permitindo transformar qualquer espaço em uma tela com facilidade. Ao contrário dos projetores convencionais em formato de caixa, o berço do Freestyle gira 180 graus, permitindo que os usuários exibam vídeo de alta qualidade em qualquer lugar – mesas, pisos, paredes ou até mesmo tetos – sem necessidade de tela separada.

O Freestyle é compatível com apps de streaming, por meio da plataforma Tizen da Samsung, e pode espelhar conteúdos a partir de smartphones Android ou iOS. O Freestyle é também o primeiro projetor a incluir controle de voz de campo distante, permitindo que os usuários escolham seus assistentes de voz favoritos ao usar o dispositivo sem usar as mãos.

Quando não é usado como um projetor para transmitir conteúdo, o Freestyle oferece efeito de iluminação ambiente graças ao seu modo ambiente e tampa de lente translúcida. O Freestyle também é um alto-falante inteligente, que analisa a música para emparelhar efeitos visuais que podem ser projetados na parede, no chão e em qualquer outro lugar.

Nos EUA, o produto já está em pré-venda por US$ 899. Ainda não foram anunciadas data nem preço para o Brasil.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.