Agronegócio

Centro-Sul processa 13,865 mi t de cana na 1ª quinzena de 2019/20, diz Unica

Ribeirão Preto, 25 – As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram apenas 13,865 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na quinzena inicial de abril, a primeira da safra 2019/2020. O volume é 37,99% menor que o total de 22,360 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada, segundo dados apresentados nesta quinta-feira, 25, pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Em comunicado, a Unica citou que as chuvas atrasaram o início da safra e, das 176 usinas previstas para entrar em atividade até 15 de abril, apenas 150 empresas efetivamente começaram a moagem a cana no Centro-Sul. “Assim, 64 reprogramaram o início de suas operações para a segunda metade do mês”, completou a Unica em relatório. Em igual período de 2018, 174 unidades industriais tinham começado a safra.

Com 23,55% da oferta total de cana destinada ao açúcar e 76,45% ao etanol, a produção do adoçante atingiu apenas 340 mil de toneladas na quinzena inicial de abril, queda de 52,31% sobre igual período de 2018. A oferta total do biocombustível foi de 737 milhões de litros no período – 49 milhões de litros a partir do milho -, baixa 23,19% ante igual quinzena da safra passada de 998 milhões de litros. Foram produzidos 662 milhões de litros de hidratado queda de 23,10% e 74 milhões de litros de anidro, recuo de 45,69%.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 109,20 quilos (kg) na quinzena inicial de abril, 2,37% superior ao de igual período da safra passada.